Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Mais uma vitória amarga para um primeiro-ministro da austeridade

  • 333

INÉDITO. Aliança entre partidos que nasceram dos lados opostos da Guerra Civil pode ser solução de Governo

AIDAN CRAWLEY/EPA

Depois de Passos Coelho e Rajoy, é a vez de Enda Kenny vencer as legislativas mas ficar sem forma evidente de conservar o poder. Aliança inédita ou novas eleições parecem ser a solução

A madrugada de hoje confirmou o que as projeções já anunciavam desde as legislativas de sexta-feira passada na República da Irlanda. Anunciados os resultados finais, o partido governante Fine Gael (centro-direita) foi o mais votado mas não poderá reeditar a aliança com o Partido Trabalhista que governava o país desde 2011. Os jornais irlandeses preveem “semanas” de conversações para encontrar uma solução governativa.

Isto após seis dias de contagem de votos, motivados por um sistema eleitoral de voto preferencial, em que em vez de escolher um candidato, o eleitor ordena todos de acordo com a sua preferência. O escrutínio é feito – em cada uma das 40 circunscrições, cada uma com três a cinco deputados – em várias rondas, eliminando progressivamente os menos votados e redistribuindo os respetivos votos pelos candidatos remanescentes.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI