Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

“São os doentes ou as famílias que nos pedem para aliviar a dor e o sofrimento”

  • 333

MORTE. Bastonária da Ordem dos Enfermeiros, Ana Rita Cavaco, afirma que há sugestões de eutanásia a doentes terminais hospitalizados em unidades do Serviço Nacional de Saúde

NUNO FOX

Bastonária da Ordem dos Enfermeiros reafirma que há casos em que as equipas clínicas sugerem a eutanásia de doentes terminais hospitalizados em hospitais públicos. Inspeção da Saúde e Ministério Público já garantiram que vão investigar

A eutanásia é proibida em Portugal, mas alegadamente tem sido proposta a doentes terminais assistidos no Serviço Nacional de Saúde (SNS). A denúncia foi feita pela bastonária da Ordem dos Enfermeiros, Ana Rita Cavaco, durante uma entrevista, no sábado, à Renascença e esta segunda-feira foi reafirmada ao Expresso. Ana Rita Cavaco volta a garantir que a sugestão de morte assistida existe e que, normalmente, “são os próprios doentes ou as famílias que pedem para aliviar a dor e o sofrimento em que estão”.

“Vi casos em que médicos sugeriram administrar insulina àqueles doentes, para lhes provocar um coma insulínico. Não estou a chocar ninguém, porque quem trabalha no SNS sabe que estas coisas acontecem por debaixo do pano, por isso vamos falar abertamente”, contou Ana Rita Cavaco.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI