Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Se MWC mostra o futuro, as nossas vidas vão ficar mais fáceis e divertidas

  • 333

EM QUE LHE POSSO SER ÚTIL? Robot da IMB dá as boas-vindas aos visitantes do congresso

ALBERTO ESTEVEZ/EPA

Noventa e seis horas. É este o tempo que os visitantes tiveram para ver os gadgets espalhados por mais de 100 mil metros quadrados do Mobile World Congress, em Barcelona. Havia robos, casas inteligentes, realidade virtual, museus invisíveis e até jogadores de futebol. O Expresso conta-lhe como foi

Já há mais de 15 anos que Barcelona junta milhares de amantes de tecnologia no maior evento mobile da Europa: o Mobile World Congress. Só este ano, entre jornalistas e expositores, contaram-se cerca de 94 mil pessoas. Mas calma, todos tinham espaço para andar, respirar e espreitar os novos gadgets expostos em 100 mil metros quadrados de feira, que termina esta quinta-feira.

Depois de quatro dias intensivos (e alguns quilogramas perdidos), o barulho é em torno da realidade virtual (VR) e da inteligência das coisas (IoT). Quanto ao primeiro tema, as opiniões de jornalistas e especialistas de tecnologia são unânimes: a HTC arrasou por completo os seus concorrentes no ramo do VR com os novos óculos Vive.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI