Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Referendo, não obrigado

  • 333

EUTANÁSIA. A morte assistida é a última das liberdades de um cidadão, que é a decisão de como morrer

JOSÉ CARLOS CARVALHO

No PS e no Bloco de Esquerda são perentórios: referendo à morte assistida nem pensar. PC não faz comentários. PSD pode refletir no tema e no CDS Assunção Cristas admite-o. Eutanásia.

Luísa Meireles

Luísa Meireles

Redatora Principal

Clarinho como água: direitos fundamentais não se referendam e fazê-lo seria uma violação da Constituição. Em síntese, é esta a posição dos deputados socialistas e bloquistas que o Expresso ouviu sobre a proposta feita ontem por Marques Mendes de referendar a morte assistida, a propósito do manifesto divulgado no fim de semana a pedir a respetiva despenalização.

Os comunistas não querem para já fazer qualquer comentário e o PSD diz que não há posição sobre o tema. Só Assunção Cristas, candidata a líder do CDS, respondeu que admite a realização de um referendo sobre a matéria, mas promete que o seu partido se irá pronunciar em breve.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI