Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Empresário bracarense exige em tribunal comissão de €70 milhões pela venda da PT

  • 333

PT. Os novos donos da empresa, Patrick Drahi e Armando Pereira (à direita), do qual Hernâni Vaz Antunes é considerado o braço direito

Rui Duarte Silva

Hernâni Vaz Antunes, conhecido como “o comissionista”, não desistiu de receber €70 milhões pela sua intervenção no negócio da venda da PT Portugal ao grupo Altice pela brasileira Oi. Apontado como o braço direito do presidente da PT, Armando Pereira, Vaz Antunes avançou com uma ação judicial contra a OI no Tribunal de Lisboa, onde pede uma comissão equivalente a 1% do valor da transação

Hernâni Vaz Antunes, o empresário bracarense que trabalha em alguns negócios como intermediário da Altice, a nova dona da PT Portugal, não desistiu de receber por parte da Oi uma comissão de €70 milhões por ter intermediado o negócio, em 2014. No passado dia 29 voltou a recorrer à Justiça, desta vez para avançar com uma ação em tribunal contra a operadora brasileira.

A ação é interposta pela Jana General Trading, empresa de Hernâni Vaz Antunes, com sede no Dubai. O empresário bracarense, conhecido como “o comissionista”, é próximo de Armando Pereira, o acionista português do grupo franco-israelita, e presidente do conselho de administração da PT Portugal.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI