Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

A República Popular contra-ataca

  • 333

O EXÉRCITO VERMELHO. Ramires foi comprado por €28 milhões ao Chelsea

FOTOMONTAGEM SOBRE FOTO REUTERS

A China quer ser grande e começa a gastar à grande no futebol. Neste mercado de inverno, três das cinco contratações mais caras envolveram clubes chineses

“Thank you for the selfie, President Xi” 感谢能与您自拍,习主席

Xi Jinping aproveitou um buraco na agenda oficial na visita a Inglaterra para visitar as instalações do Manchester City. Ele sabia que o seu anfitrião iria tratar de tudo, mostrar-lhe as vistas e sobretudo dar-lhe a conhecer os craques da equipa. David Cameron não desapontou Xi Jinping e ambos juntaram-se a Kun Agüero numa selfie insólita e espontânea. Bom, aparentemente espontânea.

Dois meses depois, a China Media Capital e a Citic Capital pagaram 400 milhões de dólares por 13% da City Football Group – e a City Football Group, claro, é dona do Manchester City. E do New York City Football Club. A partir de então, a República Popular da China também passou a deter parte do Man. City e do NYC FC, e deu outro passo rumo à dominação planetária do futebol.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI