Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

O mar português como resposta à dor crónica. Sea4us desenvolve analgésico inovador

  • 333

ORIGEM. A Sea4us surge a partir da atividade científica do laboratório de Pedro Lima (ao centro). Assenta na biologia marinha e na neurofarmacologia

marcos borga

Substituto de morfina com algas marinhas e moluscos é retirado das águas da costa marítima nacional por investigadores portugueses. Esta é a segunda história de 20 empresas que já ganharam os fundos europeus do programa 2020

Miguel Ângelo Pinto (texto), Marcos Borga (fotos)

Quem padece de dor crónica sabe o cabo das tormentas em que vive. Mas a resposta pode estar no mar. Mais concretamente na costa portuguesa. A Sea4us, empresa de biotecnologia criada em 2013, está a desenvolver um novo analgésico para tratamento da dor crónica, utilizando princípios ativos para medicamentos a partir de organismos marinhos da costa marítima nacional.

É a riqueza do mar, ainda mal explorada, que guia a empresa na identificação e seleção de espécimes marinhos com potencial, dentro de uma enorme biodiversidade. Pedro Lima, um dos investigadores da empresa, refere que a equipa passa “muitas horas com garrafas, muitas vezes apenas a observar a vida marinha. Mas este é sempre o primeiro passo.”

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI