Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Portugal tem 30% de probabilidade de ter dívida superior a 2015 dentro de 10 anos

  • 333

luís barra

A Comissão Europeia avisa que não há riscos significativos no curto prazo nem no longo prazo. A maior pressão está a médio prazo - durante os próximos dez anos – devido à possibilidade de choques no crescimento, taxas de juro e desvios na política orçamental

Se as coisas correrem mal a Portugal, a dívida pública nacional pode ser superior à atual dentro de 10 anos. Correrem mal, neste caso, significa ter menores taxas de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB), juros mais altos e um comportamento menos ‘aplicado’ nas contas públicas. A Comissão Europeia, no “Fiscal Sustainability Report” de 2015 hoje publicado, quantifica o risco: existe uma probabilidade de 30% de Portugal ter uma dívida superior à atual em 2026. O documento parte de um valor para a dívida pública de 128,2% do PIB no ano passado.

Não é esse o cenário central de Bruxelas mas é uma possibilidade tendo em conta a sensibilidade das contas públicas nacionais a eventuais choques. O relatório da Comissão, que a cada três anos analisa a sustentabilidade das contas públicas nos países da União Europeia, não tem dúvidas que a maior pressão sobre Portugal está no médio prazo, ou seja, durante os próximos dez anos até 2026 quando termina o horizonte de projeção.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI