Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Peseiro, o homem a quem faltou um bocadinho assim

  • 333

BOCA FECHADA. O treinador chegou mudo à Invicta e calado está

reuters

José Peseiro é um mestre a pôr equipas a jogar bom futebol, mas o passado no Sporting deixou-o marcado para o futuro. “Sempre exigiram mais de mim”, afirmou numa entrevista. Agora, no Porto, acredita ter as condições que nunca teve para ganhar títulos

Durante uns dias, fui telefonando a José Peseiro, porque queria perguntar-lhe duas coisas, a primeira, se tinha sido contactado pela FPF, a segunda, se achava que tinha condições para ser selecionador nacional. A resposta à primeira seria uma notícia; a segunda questão era uma formalidade, porque ninguém no seu perfeito juízo e a treinar no Médio Oriente recusaria a Seleção Nacional.

José Peseiro nunca me atendeu naqueles dias, mas ligou-me um tempo depois. Ou melhor, ligou-me ele e ligou-me o assessor dele, quando o artigo do Expresso saiu. Era a short list da FPF dos candidatos que poderiam suceder a Paulo Bento no pós-Mundial 2014. Estavam lá os nomes de Peseiro, de Jesualdo, de Fernando Santos, e informações sobre o estado profissional e um perfil de cada um deles.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI

  • José Peseiro, a solução possível

    Antigo treinador do Sporting chegou esta terça-feira ao Porto para assinar um contrato de ano e meio pelos dragões. Na manga traz uma longa experiência de balneários e uma magra carta de troféus: dois títulos da II Liga e uma Taça da Liga