Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

O primeiro adeus de Obama

  • 333

O ESTADO DOS ESTADOS UNIDOS. Barack Obama durante o seu discurso sobre o Estado da União

FOTO EVAN VUCCI/REUTERS

No seu último discurso do Estado da União, o presidente norte- americano, Barack Obama, falou do seu legado e insistiu na ideia de que, quase uma década depois da Grande Recessão, resultante da crise de 2007/08, a América deve ter esperança no futuro

Ricardo Lourenço, correspondente nos Estados Unidos

Segundo o gabinete de imprensa da Casa Branca, o tom do discurso de Obama foi propositadamente otimista (diga-se que o Irão quase estragava a festa, com a detenção de dez militares norte-americanos, nesta terça-feira à tarde), em contraste com a aspereza da campanha de Donald Trump, o candidato favorito à nomeação republicana para as presidenciais de oito de novembro.

Barack Obama começou os preparativos para o seu último discurso do Estado da União há cerca de dois meses. O Presidente norte-americano queria algo diferente dos anos anteriores, longe de um ditado de propostas legislativas, mais próximo do espírito dos comícios de campanha em 2008, onde os termos mais ouvidos eram mudança e esperança.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI