Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Coreia do Norte diz que testou a bomba H, mas há dúvidas

  • 333

ABALO O centro meteorológico da Coreia do Sul registou ondas sísmicas acentuadas, após o teste realizado pela Coreia do Norte

KIM HONG-JI/REUTERS

A Coreia do Norte acaba de aceder ao “grupo dos Estados nucleares avançados”, garantem as autoridades de Pyongyang. A realização de um teste nuclear, esta quarta-feira, não está em causa. Mas especialistas duvidam que tenha envolvido uma bomba de hidrogénio, como os norte-coreanos reclamam

Margarida Mota

Jornalista

A Coreia do Norte tem uma capacidade única de acordar o mundo em sobressalto. Em virtude da diferença horária, quando grande parte do planeta está a despertar do sono, já o dia vai lançado no país. E quando um líder como Kim Jong-un decide fazer jus à sua megalomania, a abertura dos noticiários internacionais está garantida.

Foi o que aconteceu esta quarta-feira quando, às primeiras horas da manhã em Portugal, foi conhecida a realização, na Coreia do Norte, de um teste envolvendo um dispositivo nuclear de hidrogénio miniaturizado. Segundo a agência oficial KCNA, o ensaio nuclear — o quarto desde 2006 — aconteceu às 10 horas locais (uma e meia da madrugada em Lisboa).

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI

  • Como se faz um santo

    É provavelmente o país mais perigoso do mundo, detentor de arsenal nuclear. Têm-se multiplicado as denúncias dos horrores nos campos de concentração e os relatos de fome, miséria e violência na Coreia do Norte, a par de aspetos burlescos, mas revoltantes, como o séquito de jovens adolescentes ao serviço exclusivo dos dirigentes do país. Neste texto de um especialista no país, explica-se como relatos épicos de feitos heroicos moldaram as fundações do regime totalitário da Coreia do Norte
    (texto publicado originalmente na Revista do Expresso a 11 de Abril de 2015)