Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

De Penafiel a Setúbal, Portugal acolhe os primeiros 25 refugiados

  • 333

tiago miranda

Depois de três meses de espera chegaram hoje a Portugal os primeiros refugiados recolocados pela União Europeia. Em dois anos serão 4500. Mas o ritmo terá de acelerar

Raquel Moleiro

Raquel Moleiro

Texto

Jornalista

Tiago Miranda

Tiago Miranda

Fotos

Fotojornalista

Já chegaram a Portugal os primeiros dez requerentes de asilo, recolocados ao abrigo do Programa da União Europeia. São mais mulheres que homens, todos muito jovens, fugidos da Eritreia e da Síria através do Mediterrâneo em barcos sobrelotados que só aguentaram uma viagem até à costa italiana. O sonho da Europa e a fuga à guerra ou à morte, ou a ambas, valeram o risco.

Discretos, apressados nos passos, mantiveram os olhos longe das câmaras de televisão que os focavam alinhados nas chegadas do aeroporto da Portela, e os lábios em silêncio para os microfones. Um casal sírio pediu mesmo que não captassem imagens à sua passagem. A maioria deixou família nos países em conflito. Só trouxeram o medo. A ministra da Administração Interna manteve o secretismo. Constança Urbano limitou-se a revelar um perfil geral: são principalmente da Eritreia, mulheres jovens e cristãs.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI