Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Conselho Europeu: O que fazer com as fronteiras externas e com o Reino Unido?

  • 333

reuters

Na última reunião de líderes do ano, os Vinte Oito esperam ouvir novos argumentos de Cameron para manter o Reino Unido na UE. Na agenda, continuam também as migrações e o controlo das fronteiras externas. A lenta implementação do que já foi decidido é um problema

Uma discussão “sem tabus”. É o que o Presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, espera para a hora do jantar, quando David Cameron der novos detalhes sobre as exigências do Reino Unido para permanecer na União Europeia. A abertura dos restantes líderes para ouvir os argumentos britânicos é grande, tal como a expectativa para perceber de que forma o primeiro-ministro britânico espera avançar num dos pontos mais polémicos: as restrições no acesso aos benefícios sociais.

“O sistema britânico é único na Europa e é muito generoso para pessoas que não contribuíram”, explicou à SIC e ao Expresso o britânico Charles Tannock. O eurodeputado do partido conservador é um defensor da permanência do Reino Unido na União Europeia, mas explica que o país tem recebido demasiados imigrantes, com fortes custos para o sistema social. “Tem de haver outra solução. Tem de haver um limite máximo dos números que vêm da UE”, diz Tannock.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI