Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Retrato vivo de um idealista pragmático

  • 333

A vida quotidiana e o combate político de Álvaro Cunhal entre 1960 e 1968 contados no novo livro de José Pacheco Pereira. O quarto volume da biografia do líder histórico do PCP

d.r.

Que pode fazer juntar numa noite fria de Novembro no Forte de Peniche, antiga prisão política do salazarismo, pessoas tão diferentes como o filósofo Eduardo Lourenço, o militar de Abril Vasco Lourenço, a historiadora Irene Pimentel, o novo ministro da Cultura, João Soares ou o candidato presidencial Marcelo Rebelo de Sousa? A resposta é simples: o lançamento do IV volume de “Álvaro Cunhal, uma Biografia Política” de José Pacheco Pereira, realizado ontem ao fim da tarde.

Ver um ministro (João Soares) e uma secretária de Estado (da Cultura, Isabel Botelho Leal) chegar a um ato público sem estarem ostensivamente rodeados de guarda-costas e isso acontecer numa sala cheia de ex-presos políticos, de figuras da Resistência e de antigos militantes da esquerda revolucionária, tudo isto sugere que alguma coisa mudou na situação política.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI