Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Cimeira do clima: tempo para um acordo entrou em contagem decrescente

  • 333

PLANETA. O mundo nas mãos dos negociadores de Paris

REUTERS

Faltam pouco mais de 24 horas para que se defina "um acordo ambicioso" para enfrentar as alterações climáticas. Mas o texto final ainda tem muitas pontas por limar

Carla Tomás

Carla Tomás

Jornalista

Das originais 50 páginas do esboço inicial de um acordo restavam 26, na manhã desta quinta-feira. Mas as malhas do texto final ainda estão a ser cerzidas em Le Bourget, o local onde decorre a 21ª Cimeira do Clima da ONU. E não é certo que haja aprovação amanhã, como previsto.

“A nova versão do documento está muito melhor mas ainda não o suficiente”, assumiu Laurent Fabius, ministro francês dos negócios estrangeiros e presidente da COP21, quando entregou o documento traduzido para nova ronda de negociações. Com base nas 26 páginas (repletas de parêntesis), as delegações dos 195 estados que fazem parte da Convenção-quadro da ONU para as Alterações climáticas entraram numa maratona que começou às 20h00 de quarta e continuou madrugada fora, apenas com umas horas de intervalo para descanso pela manhã desta quinta-feira.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI