Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Draghi provoca furacão mercados

  • 333

reuters

Como esperado, o Banco Central Europeu anunciou mais estímulos. Mas os investidores queriam mais. Os mercados financeiros na Europa entraram em pânico. Os juros da dívida soberana portuguesa aceleraram para perto de 2,5%, o euro disparou e as bolsas afundaram

O Banco Central Europeu (BCE) anunciou hoje, como previsto, mais estímulos à economia mas o resultado foi uma reviravolta nos mercados. O BCE decidiu cortar a taxa de remuneração de depósitos para -0,3%. E ampliar em seis meses, até março de 2017, a data indicativa de funcionamento do programa de compras de ativos e alargar as aquisições de títulos públicos aos emitidos por regiões e municipalidades.

O banco central anunciou ainda uma revisão em baixa das previsões de inflação para 2016 e 2017.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI