Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Dilma tenta resistir a escândalos e ao desastre económico

  • 333

MÁS NOTÍCIAS. Dilma tem cada vez mais motivos para preocupação. Os últimos números conhecidos indicam um cenário macroeconómico desastroso

UESLEI MARCELINO / REUTERS

As sucessivas revelações de corrupção da operação Lava Jato lançaram o Brasil numa difícil crise política, agravada ainda mais por uma grave crise económica. Por todo o país, pede-se a saída antecipada da Presidente

A última radiografia à economia brasileira não engana. Segundo os dados do PIB anunciados terça-feira, o Brasil mergulhou numa recessão profunda, agravada pelo desemprego que ronda os 8% e uma inflação significativa, de 9,9%. O consumo das famílias está a recuar 4,5% quando comparado com os anos dourados do antigo Presidente Lula da Silva.

O ex-presidente do Banco Central brasileiro, Gustavo Loyola, disse numa entrevista à “Folha de São Paulo” que a economia deverá continuar a recuar até 2018. Loyola, que não defende a destituição da Presidente, reconhece-lhe falta de “liderança política” e acusa o Governo de ter várias agendas mas nenhuma para o país.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI