Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Novo Banco, CGD e o BPI expostos ao risco de falência da espanhola Abengoa

  • 333

FALÊNCIA Família Benjumea perdeu o controlo da Abengoa, grupo que fundou há quase 75 anos

reuters

Com um passivo de mais de 20 mil milhões de euros e 24 mil trabalhadores, a gigante espanhola das energias renováveis ameaça tornar-se a maior falência da história de Espanha. Há três bancos portugueses com exposição à Abengoa: a CGD, BPI e o Novo Banco. Em causa estão valores entre 30 milhões a 40 milhões de euros

Fortemente endividada devido aos investimentos nas renováveis que fez em vários países do mundo, a espanhola Abengoa revelou sinais de crise há um ano. Nos últimos dias têm-se multiplicado os apelos dos partidos políticos, governo e executivo andaluz para que os bancos encontrem uma solução para salvar o grupo industrial, à beira da falência.

A Abengoa emprega mais de 24 mil pessoas e tem uma dívida superior a 20 mil milhões de euros. Entrou com um pedido de proteção de credores a 25 de novembro, depois de a Gestamp ter recuado na decisão de entrar no capital da Abengoa.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI