Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Despedimentos superam as 1200 pessoas desde o início da crise

  • 333

CRISE. “Sol” e “i” vão despedir 120 pessoas e fundir redações numa nova empresa, que sucederá à Newshold, depois da saída de Álvaro Sobrinho. “Diário Económico” procura comprador para salvar projeto

d.r.

Administração dos jornais “Sol” e “i” anuncia despedimento de perto de 120 pessoas, na sequência da saída de Álvaro Sobrinho da estrutura acionista da empresa. Redação única de 66 pessoas vai garantir produção dos dois títulos. Trabalhadores que ficarem vão sofrer cortes nos ordenados

Cento e vinte pessoas. Comerciais, administrativos, paginadores, secretárias, diretores de várias áreas, fotógrafos, jornalistas. O anúncio foi feito esta manhã em plenário de trabalhadores do "Sol" e do "i": Dois terços dos funcionários dos dois jornais vão ser chamados pela administração da empresa para negociarem a sua saída dos quadros.

O número impressiona. Porque é mais de uma centena de pessoas que passa para o desemprego; porque sobrará apenas um terço da atual estrutura para garantir a produção dos dois jornais; e porque eleva para mais de 1200 o número de trabalhadores de grupos de comunicação social despedidos desde o início da crise económica em Portugal, em 2009.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI