Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Costa garantiu que programa é o do PS e banqueiros pediram menos críticas

  • 333

alberto frias

No encontro com os banqueiros, ontem, o líder do PS frisou a base europeísta do seu partido. A banca pediu para se deixar de falar das fragilidades do sistema. Amanhã banqueiros reúnem-se com o presidente da república. Um a um. E pedem um governo em funções

Cristina Figueiredo

Cristina Figueiredo

Jornalista da secção Política

Foi um almoço simpático e tranquilo”. É assim que alguns dos banqueiros presentes no encontro que juntou António Costa e Mário Centeno aos líderes dos maiores bancos em Portugal classificaram a reunião.

O líder do PS levava a lição estudada. O objetivo era tranquilizar os banqueiros sobre o possível futuro governo de esquerda. Algo que conseguiu na perfeição. Costa terá garantido que caso seja primeiro-ministro o programa do governo que será implementado é o do Partido Socialista e não o do PCP ou do Bloco de Esquerda. Ou seja, um programa que é profundamente europeísta e que não coloca em causa a participação de Portugal na moeda única.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI