Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

A morte de Jihadi John. A vida de Mohammed Emwazi

  • 333

MORT. Emwazi decapitou, em vídeo, os reféns James Foley, Steven Sotloff, Peter Kassig, David Haines, Alan Henning, Kenji Goto e Haruna Yukawa

d.r.

Os EUA anunciaram a morte do carrasco do Estado Islâmico, num ataque com um drone, ontem à noite, em Raqqa (Síria). Jihadi John era Mohammed Emwazi, um inglês de 27 anos, filho de um taxista do Kuwait, que cresceu na zona oeste de Londres. Um ‘cool kid’ tímido que virou símbolo do terror do radicalismo islâmico

Jihadi John foi morto durante um ataque aéreo, cirúrgico, realizado pelas forças aéreas dos EUA, em estreita ligação com a Grã-Bretanha.

O Pentágono e o nº10 de Downing Street confirmam oficialmente a operação na Síria e o óbito quase certo (99%) do britânico Mohammed Emwazi, de 27 anos, o carrasco do Estado Islâmico, figura-propaganda do grupo terrorista que surge em vídeo a decapitar os reféns James Foley, Steven Sotloff, Peter Kassig, David Haines, Alan Henning, Kenji Goto e Haruna Yukawa.

O ataque foi realizado na passada quinta-feira, à noite, com um drone no centro de Raqqa, a capital não oficial do Califado na Síria, onde vive atualmente a maioria dos jiadistas portugueses que se juntaram ao Daesh.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI