Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Será a votação maioritária no partido de Aung San Suu Kyi reconhecida?

  • 333

VITÓRIA. Suu Kyi dirige-se aos seus apoiantes na sede do partido, em Rangun, após a votação de domingo

“Os tempos mudaram, as pessoas mudaram” declarou Aung San Suu Kyi após o seu partido ter obtido a maioria dos votos nas eleições de domingo passado. Cautelosa, pediu aos seus apoiantes que não humilhassem os vencidos quando forem anunciados os resultados definitivos

Cristina Peres

Cristina Peres

Jornalista de Internacional

A Liga Nacional para a Democracia (LND) está a caminho de obter uma maioria de dois terços dos assentos parlamentares nas “eleições mais democráticas” dos últimos 25 anos em Myanmar, assim as classificaram os observadores internacionais. Apesar de a líder histórica da LND ter classificado os sufrágios como “não justos”, Aung San Suu Kyi reconheceu em entrevista à BBC que foram “em grande medida livres”, com algumas “áreas de intimação”.

Enquanto se espera que os resultados finais da votação do último domingo sejam oficialmente anunciados dentro de dias, Suu Kyi declarou que o seu partido arrecadou 75% dos assentos necessários para obter maioria nas câmaras alta e baixa, num parlamento de 664, do qual um quarto é dado à partida aos militares.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI