Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Angola, entre a monarquia e a revolta

  • 333

RECORDE. José Eduardo dos Santos está há 36 anos no poder

ILUSTRAÇÃO JEANNE WALTZ

Angola comemora amanhã 40 anos de independência, mas na verdade o país está a viver pela terceira vez a sua fundação

Nicolau Santos

Nicolau Santos

Diretor-Adjunto

A primeira fundação foi em 11 de novembro de 1975. A segunda aconteceu em 22 de fevereiro de 2002, quando Jonas Malheiro Savimbi, o líder da Unita, foi morto pelas tropas governamentais, encerrando assim uma guerra civil de quase três décadas. E a terceira começa na próxima segunda-feira, 16 de novembro, quando se iniciar o julgamento dos 17 ativistas acusados de conspirarem para derrubar o Presidente José Eduardo dos Santos, que se mantém no poder há 36 anos.

O país só conheceu até agora dois presidentes: Agostinho Neto, líder carismático do MPLA e fundador da nação angolana, tendo sido ele a erguer a bandeira do novo país em 11 de novembro de 1975 e falecendo em 1979; e José Eduardo dos Santos, que comanda os destinos de Angola desde aquela data, ou seja, há 36 anos, sendo um dos dois líderes mundiais há mais tempo no poder, juntamente com Teodoro Obiang, o ditador que preside à Guiné Equatorial.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI