Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Deputados praticamente de férias... até dezembro

  • 333

marcos borga

Esquerda rejeitou a hipótese de haver plenários antes da discussão do programa do Governo. Se Passos cair nesse dia, deputados ficam à espera do Governo seguinte... Direita queria discutir já para a semana documento sobre a vinculação de Portugal ao euro e às regras europeias

Filipe Santos Costa

Filipe Santos Costa

Jornalista da secção Política

Nas próximas semanas, os deputados eleitos a 4 de outubro vão continuar praticamente de férias. Ou, para dizer o mínimo, terão uma agenda (bastante) suave. PSD e CDS propuseram esta quarta-feira que os plenários parlamentares pudessem arrancar na próxima semana, mesmo sem haver um Governo em funções, mas a proposta foi rejeitada por toda a esquerda.

O argumento é que a "tradição parlamentar" dita que os trabalhos da Assembleia da República comecem a sério apenas com a discussão do programa do Governo - esse procedimento, que marca, na prática, a entrada do Executivo em plenitude de funções, também costuma ser o tiro de partida das legislaturas. Só em 1983, na III Legislatura, essa regra foi quebrada.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI