Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Como a PT caiu às mãos dos acionistas e do Estado

  • 333

USADOS. Os gestores Zeinal Bava, Miguel Horta e Costa e Henrique Granadeiro geriam a PT, mas quem mexia os cordelinhos era Ricardo Salgado

tiago miranda

No livro “A implosão da PT”, as jornalistas Alda Martins e Alexandra Machado contam como, ao longo de 20 anos, a PT foi sendo capturada pelos grandes acionistas e pelo Estado. “Nada se fazia sem Ricardo Salgado dar a sua palavra. Quase sempre a palavra final. Também na PT ele era o 'dono disto tudo'”

Quem destruiu a PT? É esta resposta que as jornalistas Alda Martins e Alexandra Machado dão num livro cheio de pormenores da empolgante história da ascensão e queda da PT após a privatização, uma empresa criada para ser a grande multinacional portuguesa e tornada hoje numa subsidiária da empresa francesa Altice. Sem acusar ninguém, as jornalistas vão mostrando como os grandes acionistas, com destaque para o BES, capturaram a gestão e se serviram da PT até a deixarem numa vulnerabilidade tal que a fez cair nas mãos da Oi, brasileira, e, depois, da Altice.

As jornalistas entrevistaram 50 protagonistas desta longa viagem da PT, revisitaram todos os grandes episódios do operador histórico português, relatam as vitórias e as derrotas vividas em duas décadas e o que se passou nos bastidores dos grandes negócios que a envolveram, os pactos secretos, os encontros em hotéis de luxo.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI