Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

China abranda mesmo

  • 333

ANDAR DEVAGAR. O novo ritmo da economia chinesa tem impacto na economia global

JASON LEE

A China está a abrandar mesmo. A economia cresceu abaixo dos 7% no terceiro trimestre, o pior resultado desde 2009. As Bolsas europeias fecharam positivas depois de terem estado em queda. Os investidores estão na fase da aceitação: o motor do mundo está mais fraco. As Bolsas parecem conformadas (desde que não piore)

Era um dos indicadores mais esperados. Não desapontou, mas também não deixou os investidores mais descansados. A economia chinesa está a abrandar. Teve um crescimento de 6,9% entre julho e setembro, acima dos 6,8% previstos. As Bolsas europeias subiram de manhã, reverteram para terreno negativo a meio do dia e voltaram a subir ligeiramente. Há a esperança de mais medidas de estímulo na China.

"Os dados não foram fantásticos mas também não foram muito maus. Mas a situação na China não está resolvida", afirma Albino Oliveira, analista da Fincor. "O mercado agora está consciente dos problemas que existem. Por isso, pode haver algum esgotamento do tema China conseguir gerar um sentimento muito negativo".

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI