Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Angola “barra” Portugal no caso Luaty Beirão

  • 333

Nuno Botelho

Amnistia Internacional, BE e Ana Gomes criticam atuação do Governo no caso do ativista luso-angolano, em greve de fome há 26 dias. Fonte diplomática afirma que Angola não está a permitir qualquer interferência no caso

Hugo Franco

Hugo Franco

Jornalista

O Governo angolano tem mostrado “grande dureza” e “não admite intromissões” de Lisboa no caso do ativista Luaty Beirão em greve de fome desde 21 de setembro, garante uma fonte da diplomacia portuguesa ao Expresso. “Não há ameaças mas existe uma enorme barreira. Estão com alguma sede de vingança”, sintetiza este responsável, no anonimato. "Para Luanda, não existem cidadãos com dupla nacionalidade. Luaty Beirão é considerado para eles apenas como angolano”, acrescenta a mesma fonte.

Segundo a mesma fonte, a aparente hostilidade deve-se à visita da eurodeputada Ana Gomes a Angola e a consequente resolução aprovada no Parlamento Europeu, em setembro, que mostrou preocupação sobre as limitações de liberdades de expressão, de imprensa e de reunião pacífica e de associação, bem como o nível de corrupção ou as deficiências no sistema contra o branqueamento de capitais em Luanda e ainda pelos abusos das forças de segurança e falta de independência do sistema judicial.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI

  • Luaty Beirão transferido para uma clínica privada

    Ao 25.º dia de greve de fome “rapper” e ativista angolano Luaty Beirão passou da cadeia de Luanda para uma clínica privada. Chefe do departamento de saúde dos Serviços Prisionais angolanos diz que foi “por uma questão de precaução”

  • Luaty Beirão, um grão na engrenagem do regime

    Face à “indisponibilidade momentânea” de José Eduardo dos Santos, foi o vice-Presidente, Manuel Vicente, quem fez esta quinta-feira o discurso de abertura da Assembleia Nacional. De Vicente ao seu MNE, surgem em Luanda as primeiras reações oficiais às críticas ao regime a propósito da situação de 15 ativistas detidos em junho, um dos quais, Luaty Beirão, está há 25 dias em greve da fome