Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

André Silva: “Há características mais humanas num chimpanzé ou num cão do que numa pessoa em coma”

AFETO. “A primeira coisa que fiz quando soube que fui eleito foi dar um abraço aos meus companheiros”, revela André Silva. Hoje, para o Expresso, recriou esse momento na sede do partido

O líder do PAN (Pessoas-Animais-Natureza), o único dos pequenos partidos que conseguiu eleger um deputado, rejeita as categorias esquerda-centro-direita e diz que está disponível para negociar tanto com a coligação PSD/CDS como com o PS

Joana Pereira Bastos

Joana Pereira Bastos

Texto

Jornalista

José Carlos Carvalho

José Carlos Carvalho

Fotos

Fotojornalista

Segundo a distribuição de lugares no Parlamento, deverá ficar sentado entre o PSD e o PS. Este lugar corresponde ao posicionamento político do PAN? Definem-se como um partido de centro?
Não sei se a distribuição dos lugares já está decidida. Houve uma sugestão, que foi feita sem que o deputado eleito do PAN tenha sido ouvido. Não houve esse cuidado e essa cortesia connosco.

Se lhe fosse permitido escolher, onde gostaria de sentar-se no hemiciclo?
Na primeira fila, porque sou um líder parlamentar como outro qualquer. E ao meio, entre o PSD e o PS, porque a distribuição dos lugares assim o dita. O PAN não se revê na categorização esquerda-centro-direita. O que defendemos não visa um eleitorado de esquerda ou de direita. Visa todas as pessoas. Defendemos valores que são transversais a todos os movimentos políticos e sociais.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI