Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Imagine que ele teria 75 anos

  • 333

ÍCONE John Lennon em Cannes, em 1971

getty

O fundador dos Beatles foi lembrado esta semana pelo seu cariz ativista. A luta pela paz foi a sua grande batalha já a banda tinha terminado e o músico residia em Nova Iorque. Porque causas se bateria hoje face à trajetória que traçou em vida, ele que faria 75 anos esta sexta-feira?

Se fosse vivo, John Winston Lennon faria esta sexta-feira 75 anos. Como teria sido a vida do fundador dos Beatles e do músico que revolucionou o que se entendia por música na década de 60 do século passado? As respostas podem multiplicar-se mas nunca passarão de suposições. De qualquer forma, vale a pena o exercício.

Na terça-feira, Yoko Ono organizou um megatributo ao marido, assassinado a 8 de dezembro de 1980. Foi em Nova Iorque, no Central Park, junto ao memorial de Lennon. O objetivo era criar o maior símbolo da paz reunindo seis mil pessoas e batendo o recorde do Guiness - 5814 indivíduos.

A marca não foi alcançada, mas mais de duas mil pessoas - estudantes, políticos, ativistas, músicos e artistas - celebraram a ideologia, a irreverência e o legado de John Lennon. O seu ativismo político foi sobejamente realçado ao lado de temas icónicos como "Give Peace a Chance", "Power to People" ou "Imagine".

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI