Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Como se consegue uma entrevista ao Papa? Pedindo-lhe diretamente

  • 333

FOTO L'OSSERVATORE ROMANO

Aura Miguel, jornalista da Rádio Renascença, fez o que ninguém tinha, até hoje, conseguido em Portugal: entrevistar um Papa. Um pouco de lata, de persistência e de coragem para arriscar foram fatores decisivos. Francisco facilitou. "É tão disponível, que até nos esquecemos que é o Papa", diz Aura

Aura Miguel assume que ainda não caiu bem em si, que ainda está "a pairar". A entrevista ao Papa Francisco foi o scoop de uma vida e os efeitos não passam rápido. Jornalista há quase 30 anos e editora dos Assuntos Religiosos da Rádio Renascença há já duas décadas, conhece bem os meandros do Vaticano. É a vaticanista portuguesa mais antiga e, hoje mesmo, está a acompanhar o Papa Francisco na sua visita aos Estados Unidos e a Cuba, naquela que será a 84ª presença num voo papal. Podia já estar farta e habituada à rotina do jornalismo religioso. Mas não. A surpresa com que recebeu a notícia - da mão do próprio Papa - de que tinha direito a uma entrevista exclusiva deixou-a "estupefacta", sem reação e até com insónias. "Foi uma coisa desmesurada", diz. Ao Expresso, aceitou contar esta sua pequena/grande história.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI