Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Novo Banco não tem impacto no défice deste ano. Nos próximos logo se vê

  • 333

josé carlos carvalho

O adiamento da venda faz disparar défice de 2014 mas não compromete contas de 2015. Mas se a venda se concretizar no futuro com perdas, pode haver efeitos indiretos

O adiamento da venda do Novo Banco (NB) não vai ter qualquer impacto imediato nas contas públicas deste ano. Não será, por isso, um fator adicional de pressão numa altura em que o objetivo de conseguir um défice inferior a 3% do PIB em 2015 – a meta do Orçamento é de 2,7% - está em risco. O governo que sair das eleições de 4 de outubro vai ter que pedalar até final do ano para assegurar que Portugal sai do Procedimento por Défice Excessivo mas não será por culpa da decisão ontem anunciada pelo Banco de Portugal.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI