Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Guerra à Uber. Quatro casos de agressões físicas em duas semanas

  • 333

CONCORRÊNCIA. A Uber começou a operar em Portugal em julho de 2014, passando a concorrer diretamente com os táxis

TIAGO MIRANDA

Motoristas ligados à plataforma online apresentam queixas-crime contra taxistas. Diretor-geral da Uber reconhece direito de protesto mas apela ao “bom senso” e ao “respeito pela ordem pública”

Nas últimas duas semanas, a Uber teve conhecimento de quatro casos de agressões físicas a motoristas que trabalham com esta plataforma online alternativa ao serviço tradicional de táxi. Rui Bento, diretor-geral da Uber em Portugal, revela que três desses incidentes aconteceram em Lisboa e houve ainda uma situação reportada no Porto, sendo que todas elas deram origem a queixas-crime.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI

  • Uma turista tentou viajar num carro da Uber, mas um grupo de taxista não deixou. Impediu que a passageira fechasse a porta e que o carro seguisse viagem. O vídeo do momento está na net. A Uber não comenta. Já a associação dos taxistas diz que a “turista até devia de agradecer”