Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

A guerra das raças

  • 333

TAYLOR & NICKI. Uma é loira outra é morena. E assim foi pela noite fora

Reuters

A edição de deste domingo dos MTV VMA foi a mais relevante dos últimos anos. Por causa de alguém que arrebatou muitos prémios? Errado. Devido às excelsas atuações com que fomos presenteados ao longo da noite? Longe disso. O que foi mostrado domingo, em direto e para milhões de espectadores em todo o mundo, foi uma América dividida ao meio. Kanye West ou Taylor Swift? Nicki Minaj ou Miley Cyrus?

Miguel Cadete

Miguel Cadete

Diretor-Adjunto

A noite começou bem. Provavelmente bem demais. Nicki Minaj, exuberante e vestida de penas entra em cena com um corpo de baile efervescente. Tudo pintado em vermelho vivo. Tudo pronto para a primeira surpresa da noite - e se aconteceram muitas ao longo desta gala de entrega de prémios da MTV. Em cena, para um dueto com Nicki Minaj entra Taylor Swift: também vestida de vermelho vivo, também a dançar histrionicamente. Mas mais alta, esguia e loura. Ao contrário de Minaj que apresentava uma visão do modelo de negócio da música a 360º: roliça, morena, cabelos cor de asa de corvo. A senhora Minaj é dona dos movimentos pélvicos mais observados na televisão, por contraste com o classicismo da senhora Swift. Uma união de opostos que celebrava a união entre os povos? Sim, podia ser isso. Afinal, depois de confrontos assanhadíssimos nas redes sociais, isto é, no Twitter, foi ali, em direto e ao vivo que as duas fizeram as pazes. Bonito: a humanidade estava no bom caminho. Tudo está bem quando acaba bem. Apesar de o abraço que selou esta união ter parecido desconfortável, senão mesmo desconchavado. Quero dizer, cínico.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI