Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

O travo do dinheiro, sem sabor a vitória

  • 333

DESVANTAGEM Luisão disputa a bola, aparentemente ultrapassado por um jogador do América, do México: uma imagem de marca desta pré-época do Benfica

FOTO HENRY ROMERO/REUTERS

À descoberta (empresarial) das Américas, o Benfica foi somando naufrágios desportivos. A final da Supertaça, ante o Sporting, no domingo, é a rota da Índia

Na classificação oficiosa da pré-época das equipas da I Liga, que o jornal “Record” está a publicar, o Benfica ocupa, nas páginas de hoje do diário desportivo, a última posição, “ex-aequo”, a par do União da Madeira.

O ranking só não é pior para o campeão nacional devido à hora tardia a que se realizou o último jogo da pré-época dos encarnados, em solo mexicano (quando o jornal já estava a caminho das bancas). Com o Monterrey (equipa na qual Eusébio jogou no final da carreira, nos anos 70 do século passado), o Benfica perdeu por 3-0, num desafio terminado quando o sol já estava quase a nascer em Portugal.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI