Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Um dicionário que pelo visto fazia falta

  • 333

DICIONÁRIO Os erros mais frequentes e as incorreções mais improváveis mesmo para quem pensa que usa o Português correto

As cartas de amor são ridículas e, pior, podem estar ridiculamente erradas. A nosso pedido, Manuel Monteiro, autor do “Dicionário de Erros Frequentes da Língua”, escreveu um bilhete de amor, com o qual abrimos este artigo. Encontre os erros e verifique se os descobriu todos, na mesma carta, que publicamos no fim do artigo, agora escrita corretamente. Afinal, amar é sempre mais complicado do que pensava

Um dicionário é um livro frio? Errado. Um dicionário não é para ser lido do princípio ao fim, mas para ser consultado? Errado. Um dicionário apresenta as palavras corretas? Errado. 

Foi assim, um pouco ao contrário das expectativas, que Manuel Monteiro, revisor de profissão, estruturou o seu “Dicionário de Erros Frequentes da Língua”. Um livro para pôr ordem numa casa confusa, a casa da Língua Portuguesa. 

Pedimos-lhe que escrevesse uma carta de amor. Saiu um bilhete. E confrontámo-lo com a paixão pela Língua, tudo explicado por Manuel Monteiro, ele mesmo.


Para continuar a ler o artigo, clique AQUI