Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Menos seis mil empregos, menos crédito, menos lucros, mais prejuízos

  • 333

AUSTERIDADE. Em seis anos, o BCP foi o banco que mais “emagreceu” - cerca de três mil funcionários a menos, metade da redução total do sector

NUNO FOX

De 2008 a 2014 foram eliminados em média mais de mil postos de trabalho por ano. Com prejuízos em vez de lucros, a banca emagreceu. Cortou no crédito, vendeu ativos, reforçou o capital, muitas vezes com a ajuda do Estado. Balanço do sector desde o início da crise

Passaram apenas oito anos, mas podíamos estar a falar de outra era, ou mesmo de outro planeta. Em 2007, 10 bancos do sistema financeiro português - incluindo os maiores - lucraram, em conjunto, mais de 3,1 mil milhões de euros. Lucros gordos que, de então para cá, se transformaram, para a maioria destes bancos, em prejuízos pesados, chegando aos 1,4 mil milhões de euros em 2014. Mesmo assim, números menos negros do que os registados em 2013, quando o somatório dos prejuízos ultrapassou os 2,4 mil milhões de euros. 

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI