Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

TAP. O contra-ataque do Governo, o interesse público e a privatização falhada em Chipre

  • 333

Luís Barra

O Governo apresentou a contestação à providência cautelar e avança com a privatização, mas admite cancelar o processo se não lhe agradarem as propostas finais, que têm de ser entregues até amanhã. Em Chipre, a companhia aérea nacional esteve para ser vendida mas acabou por falir, processo que o secretário de Estado cipriota, que esteve hoje em Lisboa, contou ao Expresso

O processo de privatização da TAP avança, mas os obstáculos sucedem-se. Apesar das greves, da oposição e das providências cautelares – de uma forma ou de outra, todas contra a venda da companhia aérea – o Governo mantém-se determinado a concluir a operação. Ainda esta quinta-feira, um dia antes de receber as propostas finais e melhoradas dos dois candidatos a ficar com a companhia (Germán Efromovich e David Neeleman), o Executivo entregou ao Supremo Tribunal Administrativo a resolução fundamentada que invoca interesse público na venda da TAP. A resolução foi hoje aprovada em Conselho de Ministros.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI