Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

“Se o BCE tivesse começado a comprar dívida três anos mais cedo teria salvo milhões de empregos”

  • 333

É PRECISO CALMA. “Os europeus estão muito obcecados com a austeridade orçamental”, disse o economista da reunião do BCE em Sintra

D:R.

O economista norte-americano Robert Gordon, professor da Northwestern University, nos EUA, não tem dúvidas em apontar o dedo a Frankfurt e a Berlim pela lenta recuperação europeia. E recomenda a Atenas que saia do euro.

Robert Gordon é um dos grandes especialistas mundiais em crescimento de longo prazo e na relação entre inflação e desemprego. Foi um dos oradores do Fórum do Banco Central Europeu (BCE) que decorreu entre quinta-feira e sábado em Sintra, onde comentou uma apresentação do catalão Jordi Gali sobre a persistência do desemprego na Europa. Enquanto a zona euro tem uma taxa de desemprego acima de 11%, os EUA estão a cerca de metade. Gordon, em entrevista ao Expresso à margem do Fórum, assegura que parte do problema tem a ver com a resposta à crise financeira: o BCE foi lento a reagir e, na política orçamental, houve obsessão com a austeridade. 

Para continuar a ler o artigo, clique  AQUI