Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Marinho esteve para “chamar a polícia” contra “a tentativa de assalto ao PDR”

  • 333

CONGRESSO. Marinho e Pinto na apresentação do Partido Democrático Republicano

Lucília Monteiro/Lusa

Na primeira Assembleia Geral de Filiados do PDR, elegeu-se o presidente e votaram-se os Estatutos e a Declaração de Princípios. Mas a assembleia acabou quando começou a votação das listas para o Conselho Nacional. Uma questão de “obediências?”

Luísa Meireles

Luísa Meireles

Redatora Principal

Pode ser que o problema tenha sido de interpretação do regulamento da primeira Assembleia de Filiados do novíssimo Partido Democrático Republicano, vulgo, o partido de Marinho e Pinto. Mas a verdade é que depois de ele ter sido eleito presidente do partido por um estrondoso resultado e votados os Estatutos e a Declaração de Princípios, quando se tratou de votar as listas para o Conselho Nacional, desfez-se a unidade e ficou tudo suspenso. Ou melhor: anulado.


Para continuar a ler o artigo, clique  AQUI