Siga-nos

Perfil

Expresso

Dossiês

A bela do Sul

  • 333

Tavira

FOTO ANTÓNIO PEDRO FERREIRA

Do barlavento ao sotavento, Tavira é (perdoem-me os amantes de outros algarves) a cidade mais bonita destas praias.

Atravessada pelo rio Gilão, que sai direito pelo Ria Formosa até barra, a cidade vibra entre duas margens que se ligam e atravessam à pé entre pontes, uma delas romana. Vale a pena percorrê-las logo pela fresca da manhã, flanar pela cidade antiga e branca - que ainda se conserva quase intacta - perdermo-nos nas ruas estreitas que sobem ao castelo, entrar nas igrejas, espreitar as pequeninas capelas e romarias de "boa viagem”, visitar os vários museus que a cidade oferece, entre eles o de arte islâmica ou o museu municipal que fica no lindo Palácio da Galeria, ou dar um salto à Biblioteca Municipal Álvaro de Campos, um projeto assinado pelo arquiteto Carrilho da Graça.

Entretanto, tome note de alguns dos spot's tavirenses que vale a pena conhecer. E há muitos mais. Mas fica ao cuidado do leitor descobrir outros segredos para os acrescentar ao roteiro que aqui se propõe.

Vai uma voltinha?

FOTO D.R.

Turismo sustentável faz-se a partir da casa Abílio. Para quem queira passear na cidade, aventurar-se pelo barrocal e pela serra ou desfrutar das eco vias que existem junto à Ria Formosa e pedalar até Cacela Velha e Castro Marim, há sempre uma bicicleta indicada para cada modalidade, dependendo das pernas e dos feitios. Os preços são razoáveis. Dispõem de serviço de entregas ao domicilio, organizam passeios e fornecem mapas e equipamentos. Também se fazem reparações de oficina. É de aproveitar.

Abílio Bike Rua João Vaz Corte Real, 23 Tel. 919 684 228
Seg. a sexta, 9.30h/13h; 15h/19. Sáb. 9.30h/13h

Cabaz Regional

FOTO D.R.

Esta é uma daquelas lojas que proliferam pelo país inteiro (umas mais recomendáveis que outras) e merece a nossa atenção. Da velha barbearia de cidade de província, transformada em mercearia de luxo, conservou-se o chão de ladrilhos e alguns produtos de higiene, como os sabonetes à base de plantas naturais ou os cremes de barbear. Tudo o mais vem de outras proveniências. Conservas variadas, moxama de atum, fois gras e licores de tangerina, azeites e vinhos dos novos vinicultores algarvios, chocolates de alfarroba, os tradicionais rebuçados de mel ou os doces conventuais, tudo é escolhido a preceito e com selo de qualidade.

Ex Libris Gourmet Rua 5 de Outubro 10 e 12. Tel. 281094130
Seg a sábado - 10h30/14; 16/24h

Livros com charme

FOTO D.R.

A Lura dos livros é uma americana que se apaixonou por Tavira e tem uma das livrarias/alfarrabistas mais acolhedoras do sotavento.

Nos volumes empilhados entre as mesas e o chão, nas estantes que cobrem as paredes da casa, perdemo-nos a folhear livros dos mais variados temas e nas mais diversas línguas onde nos deparamos com inesperados guias antigos e de belas fotografias das cidades algarvias ou volumes de enciclopédias de botânica.

Tudo o resto é ficção. Certamente encontrará entretenimento para férias, dispensando de trazer a mala carregada ou de perder tempo em idas ao centro comercial, o único lugar das redondezas onde existe uma livraria.

A Lura dos Livros Rua Emiliano da Costa, 16, Tavira Tel. 281323199
Segunda a Sáb 10h/13h; 15h /19h

Sabores de perdição

Foto D.R.

Gelados artesanais feitos à base da fruta de época que privilegiam os produtores locais é o que se encontra na gelataria Delizia, que também tem loja em Cabanas mas aqui fica quase em cima da ponte romana. Consta que a especialidade é o creme de figo seco, ma também vale a pena arriscar outros sabores, provar o de alfarroba, o de mel com gengibre e tomilho, a gemada de laranja, ou o famoso "passinhas do Algarve", onde a passa é posta a mergulhar na aguardente de medronho.

Gelataria Delizia. Rua 5 de Outubro 9, Tel.965 640 688
Segunda a domingo 13h/23h.

Sinfonia têxtil

Sediada em Tavira, a Kozzi é uma marca nacional que se inscreve no comércio justo e pratica uma produção sustentável. A loja é ampla e clara. Entre os expositores de madeira e o chão de pedra, vibram as cores e o toque dos tecidos estampados, que se fazem na sabedoria ancestral das técnicas manuais de estampado e tecelagem. Vêm da Índia e de alguns países africanos, são em algodão, linho, seda, lã e caxemira.

Toda a roupa é confecionada para a marca. Imperdíveis mesmo são as echarpes e os panos que se vendem a metro com padrões delicados e composições que apetecem guardar.

Kozii, Rua Dr. Augusto da Silva Carvalho, 2C. Tel. 912 032 479

Coisas locais

FOTO ANTÓNIO PEDRO FERREIRA

Famosa no negócio do artesanato é a Casa Matias mesmo à entrada do velho mercado. Entre os muitos achados que se encontram, destacamos as cestas confecionadas com sabedoria pelas mãos dos velhos artesãos serranos, cada vez mais difíceis de encontrar.

Casa Matias Mercado da Ribeira, loja 2. Tel. 281 326 734
Seg. a domingo 10h30/24h

Em volta do mercado

Atum, choquinhos e outras pescarias, como é da praxe nas praças algarvias, frescos do dia logo pela manhã. Fora isto, este mercado tem duas ou três particularidades que vale a pena destacar. Uma delas é uma banca recheada de especiarias e de ervas curativas que é uma verdadeira perdição: Cardamomo, hibisco do Egito, gengibre de várias proveniências, pós de caril, sementes e anis para temperos de pratos exóticos e tantas outras coisas que se perdem em aromas intensos e se levam em saquinhos para casa.

Outros regalo dos para os olhos, são as bancas de frutos secos e da fruta da época que nos chegam das hortas dos agricultores do barrocal diretamente para o mercado.

Fora do mercado, nas lojinhas em redor do edifício, destacamos a do João das Laranjas, que tem uma variedade inacreditável de sumos de fruta fresca, escolhida na hora e triturada à nossa frente. Uma paragem mais demorada, quando o mercado está quase a fechar, é na Pescaria Água Salgada, onde se recomendam as ostras da Ria Formosa ou as lagostas dos viveiros cultivados na casa.

Mercado de Tavira Avenida D. Manuel I,
Terça a dom. das 6h30 /15h00

Copo com vista para a cidade

Um dos melhores spots, para ver o pôr-do-sol a esconder-se nos telhados “tesoura” e a pintar de laranja o branco cal da cidade - é na margem esquerda do Gilão, no Pessoas 's Café. Tem mesas cá fora, vinho a copo , uma lista de gin tónicos apreciável e tapas variasas.

Pessoa's Café Rua Jacques Pessoa 22. Tel 281 094 057

Flor formosa

FOTO D.R:

A melhor flor do sal, compra-se diretamente nas salinas da Ria Formosa que se vende a peso e com valores bem mais simpáticos do que nas lojas. É procurar os pequenos produtores, de preferência ao fim do dia quando o Sol não está tão abrasador e, sobretudo, porque pode ter a sorte de se cruzar com uma comunidade de flamingos que em migração para Sul por aqui arribam nestes meses de verão.

Galeria ao luar

É já uma tradição da cidade, as inaugurações na galeria da Casa das Artes Tavira (CAT). Este sábado a porta abre às 22h para apresentar Sob o Signo da Lua, a nova exposição do fotógrafo Valter Vinagre, que partilha o espaço com o artista Manuel João Vieira. Fica até 19 deste mês. É de visitar.

CAT Rua João Vaz Corte Real 96,
Seg. a domingo 21h30/h30

Viagem com vista

O caminho-de-ferro chegou ao Sul no início do século XX e ainda hoje se mantém ativo. Atravessa o Algarve pela costa e é uma das linhas regionais mais bonitas do país. Na beira das cidades e nos apeadeiros, as estações mantém a traça e o ar romântico da época. No horário de verão há comboios regulares, que circulam de madrugada até à noite. O bilhete custa menos de 5 euros. Aqui fica a sugestão de uma viagem pelo sotavento, a olhar para a Ria Formosa pela janela e em velocidade lenta. Entre Faro e Vila Real de Santo António são 14 estações - entre elas Olhão, Fuzeta e Castro Marim - e demora pouco mais de uma hora a atravessar.

INFORMAÇÃO ÚTIL
COMBOIOS REGIONAIS CP . Tel. 707210220