Siga-nos

Perfil

Expresso

Dossiês

José Fontelas é o favorito para suceder a Vítor Pereira

  • 333

CONTESTAÇÃO. Vítor Pereira afirma que fechou um ciclo na arbitragem nacional, mas estará disponível para voos mais altos na UEFA

FOTO FERNANDO VELUDO N/FACTOS

Presidente da Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol conta com a apoio da maioria dos homens do apito e é ainda o nome mais consensual entre os três grandes às eleições de 4 de junho. Duarte Gomes e Paulo Costa deverão integrar a mesma lista

Isabel Paulo

Isabel Paulo

Jornalista

Um dia após Vítor Pereira ter decido abandonar a presidência do Conselho de Arbitragem no final do mandato, em maio, a grande incógnita é saber quem será o senhor que se segue na sempre escaldante cadeira da arbitragem nacional.

Contestado desde que foi eleito, em 2011, com apenas com mais um voto do que Luís Guilherme, candidato da lista alternativa, Vítor Pereira optou por sair da arbitragem pelo próprio pé, por considerar que foi um ciclo que se fechou, mas sobretudo porque “sabia que não tinha condições para se recandidatar em junho”.

De acordo com um dos membros do Conselho de Arbitragem, o líder dos árbitros nos 10 últimos anos, primeiro na Comissão de Arbitragem da Liga depois na Federação Portuguesa de Futebol, acumulou ao longo dos anos demasiados ódios, não só por parte do Sporting e do FC Porto, como também entre a própria classe.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI