Siga-nos

Perfil

Expresso

Dossiês

O pai da “Criada Malcriada” votaria “Cavaca para Presidenta”

BELÉM Hugo van der Ding fotografado em frente ao Palácio de Belém, "casa" de Maria Cavaco Silva, um dos alvos favoritos do seu humor

luís barra

Acabou o mistério em redor da identidade do criador dos populares projetos humorísticos “A Criada Malcriada” e “Cavaca para Presidenta”. Hugo van der Ding, tradutor de profissão, começou há três anos a fazer páginas de humor partilhadas com amigos e hoje vive quase exclusivamente das suas tiras de BD. Agora cumpre outro sonho de criança ao estrear-se como ator no Dona Maria, em Lisboa, numa peça sobre a atleta Rosa Mota

Durante os últimos anos, Hugo van der Ding [nome artístico] quis manter a sua identidade sob anonimato e mistério apesar da curiosidade crescente sobre si. Autor de inúmeros projetos humorísticos que têm incendiado as redes sociais como fósforos num palheiro e que contam já com largos milhares de seguidores, até agora achou que as suas personagens é que deviam ter protagonismo. "E porque talvez tivesse alguma vergonha de as ter feito", ironiza. Mas a vergonha passou e Hugo aceitou dar uma longa entrevista para o podcast “A Beleza das Pequenas Coisas, onde se dá a conhecer, e que estará disponível esta sexta-feira, a partir das 13h, no site do Expresso.

Hugo, de 39 anos, lisboeta, tradutor de profissão, com ar de nórdico apesar de filho de portugueses, é o autor das hilariantes tiras “A Criada Malcriada”, que contam, através de frases simples e desenhos muito toscos, o quotidiano de uma patroa chiquérrima, muito tia, e da sua criada muito obediente. Uma dupla de sucesso, com mais de 85 mil seguidores no Facebook, que já valeu a edição de um livro e, desde o final do ano passado, aparece em sketches animados de 30 segundos no canal Fox Comedy.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI