Siga-nos

Perfil

Expresso

Dossiês

VW obrigada a chamar imediatamente carros alemães às oficinas

  • 333

JAN WOITAS / EPA

Agência Federal de Veículos a Motor da Alemanha recusa a solução voluntária proposta pela Volkswagen para sanar a manipulação dos testes de emissões poluentes e exige a chamada imediata de 2,4 milhões dos 2,8 milhões de veículos afetados pela fraude

As autoridades alemãs exigiram esta quinta-feira à Volkswagen que chame às oficinas de forma obrigatória e imediata 2,4 milhões dos 2,8 milhões de veículos afetados pela fraude nas emissões poluentes.

A Agência Federal de Veículos a Motor (KBA, sigla em alemão) recusa assim a solução voluntária proposta pelo grupo VW para sanar a manipulação dos testes de emissões poluentes, um plano enviado na quarta-feira passada às autoridades alemãs.

"Exigimos uma chamada às oficinas para a reparação", afirmou um porta-voz da KBA à revista alemã "Der Spiegel", citado pela Efe. Para além disso, a Volkswagen terá de apresentar quanto antes prazos para uma solução dos veículos não incluídos nesta chamada obrigatória, cerca de 400.000 automóveis equipados com motor a gasóleo de 1.6 litros.

A Volkswagen reconheceu a 18 de setembro, após uma denúncia das autoridades norte-americanas, que instalou em 11 milhões de veículos em todo o mundo um dispositivo de manipulação de emissões, que as baixava ao nível legal só quando os veículos estavam a ser testados, mas que em condições normais emitia acima do permitido.

Após o escândalo, que custou o lugar de presidente-executivo do grupo a Martin Winterkorn, as autoridades alemãs exigiram à Volkswagen um plano para eliminar na Alemanha o 'kit' fraudulento, que afeta 2,8 milhões de veículos.