80
Anterior
BPN: Arlindo de Carvalho diz estar "expectante" quanto ao inquérito
Seguinte
BPN: Arlindo de Carvalho proibido de contactar membros de ex-administração
Página Inicial   >  Dossiês  >  Dossies Economia  >  Caso BPN  >  Dias Loureiro envolvido noutro processo

Dias Loureiro envolvido noutro processo

O ex-conselheiro de Estado é alvo de novo processo do Ministério Público, por suspeitas de recepção de luvas na venda da Plêiade à SLN , avança o 'Diário Económico'.
O processo junta-se a outro em que Dias Loureiro foi constituído arguido relativo ao negócio da Biometrics, de Porto Rico.
O processo junta-se a outro em que Dias Loureiro foi constituído arguido relativo ao negócio da Biometrics, de Porto Rico. / Jorge Simão

O Ministério Público abriu um novo processo que envolve Manuel Dias Loureiro, no âmbito Caso BPN, por alegadas comissões na venda da Plêiade à Sociedade Lusa de Negócios (SLN).

A Plêiade era uma empresa de José Roquette, na área de infra-estruturas e energia, onde Manuel Dias Loureiro diz ter tido uma participação de 15%, mas segundo o 'Diário Económico' essa versão não é aceite pelos investigadores que suspeitam que o ex-conselheiro de Estado tenha recebido mais de oito milhões de euros pelo negócio.

Clique para aceder ao índice do DOSSIÊ CASO BPN

Os documentos que abrem suspeitas foram apreendidos durante as buscas realizadas à casa de Dias Loureiro, no final da semana passada.

Este processo soma-se, assim, a outro em que ex-administrador da SLN foi constituído arguido e que é relativo à compra em 2001 da empresa tecnológica Biometrics, de Porto Rico. Dias Loureiro é suspeito de crimes de fraude fiscal, burla, branqueamento de capitais e falsificação de documentos.


Opinião


Multimédia

Retrato político de um país livre

Traçámos um mapa partindo dos resultados das eleições para a Assembleia Constituinte de 1975 e dos resultados das últimas eleições legislativas em 2011. O que mudou ao longo desse tempo? Como é que cada concelho votou em 1975 e em 2011? E como evoluiu a abstenção? Clicando sobre o ano e depois sobre os concelhos, no mapa ou no filtro, surgem as respostas.

Quase ninguém ficou em casa

Foi num 25 de Abril como o deste sábado, mas há 40 anos e numa liberdade então recentemente tomada: a 25 de Abril de 1975, Portugal testemunhou as primeiras eleições livres e universais após quase meio século de ditadura. Estas são as histórias, os retratos, os apelos e as memórias de um tempo que mudou o rosto do país.

Edwin. O rapaz que aprendeu a sonhar

O que Edwin sabia sobre a vida era sobreviver. Na cabeça dele não cabiam sonhos e os dias eram passados à procura de comida para ele e para a mãe e para o irmão. A fome espreitava nos cantos da barraca de palha no Quénia e ele escondia-se dela como podia - chupar as pedras era uma forma de a enganar. Mas a sorte dele mudou porque alguém viu nele outra coisa. E tudo começou numa dança. Agora, os mesmos dedos que agarravam as pedras tocam hoje teclas de um piano Bechstein. E os pés dele já não estão nus mas calçados. Com chuteiras. Primeiro no Benfica, agora no Estoril, o miúdo de 15 anos que fala como gente grande descobriu que tinha um sonho: ser futebolista. Como Drogba.

26 mil esferográficas, 14 mil urnas e 760 quilos de lacre. Os números de uma eleição histórica

Mais de mil caixas de lacre foram usadas pelas secções de voto que por todo o país, no dia 25 de abril de 1975, recolheram os boletins de milhões de eleitores. O Expresso percorreu os quatro mapas de despesas das eleições para a Assembleia Constituinte, elaborados pelo STAP, para saber quanto dinheiro esteve envolvido, onde e como foi gasto. Cada valor em escudos foi convertido para euros a preços correntes, tendo em conta a inflação. 

Todas as ilhas têm a sua nuvem

Raul Brandão chamou-lhe 'A Ilha Branca'. Como viajante digo que tem um verde diferente das outras oito que com ela formam o arquipélago dos Açores. É tenra, mansa, repousante e simultaneamente desafiante. Esconde segredos como a lenda da Maria Encantada e um vulcão florestado a meio do século passado que nos transporta para uma dimensão sulfurosa e mágica. Obrigatória para projetos de férias de natureza.

Em três quartos de hora não se esquece só a idade. "Esquece-se o mundo"

Maria do Céu dá três voltas ao lar sempre que pode. Edviges vai a todos os velórios, faz hidroginástica e sopas de letras. António dá um apoio na Igreja e nos escuteiros. Tudo é uma ajuda para passar os dias quando se tornam todos iguais. No Pinhal Interior Sul, a região mais envelhecida da União Europeia, quase um terço da população tem mais de 65 anos. Os mais velhos ficaram, os mais novos partiram.

Profissão: Sniper

O Expresso foi ver como são selecionados, que armas usam, para que missões estão preparados os snipers da Força de Operações Especiais do Exército. São uma elite dentro da elite. Um pelotão restrito. Anónimo. Treinam diariamente com um único objetivo: eliminar um alvo à primeira, mesmo que esteja a centenas de metros. Humano ou material. Sem dramas morais, dizem.

Xarém com conquilhas

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione com esta nova receita.

O que se passa dentro da cabeça dele

O que leva um tipo a quem iam amputando uma perna a regressar ao sítio onde os ossos se desfizeram, uma e outra vez, e testar os limites do seu corpo? Resposta: a busca pelo salto perfeito, que ele diz existir dentro dele e que ele encontrará mais dia menos dia. É a fé e a confiança que o movem e o levam a pular para lá do que é exigido a um campeão olímpico e mundial que não tem mais nada a provar a ninguém - a não ser a ele próprio. Este é um trabalho que publicámos em agosto de 2014, quando o saltador se preparava para os Europeus e falava das metas que tinha traçado para 2015 e 2016: mostrar que não estava acabado. Sete meses depois, provou-o no Europeu de pista coberta em Praga, onde venceu este fim de semana.

Amadeu, que aprendeu o mundo no campo e tinha o coração na ponta dos dedos

Em Portugal, a dedicação à língua mirandesa tem nome próprio: Amadeu Ferreira, o jurista da CMVM que - quando todos diziam que "era uma loucura impossível" - arranjou tempo para traduzir "Os Lusíadas", a "Mensagem", os quatro Evangelhos da Bíblia e ainda duas aventuras do Asterix para uma língua que pertence a um cantinho do nordeste português e é falada por menos de 15 mil pessoas. No final de 2014 deu ao Expresso aquela que viria a ser a sua última entrevista. Morreu no passado domingo e esta quinta-feira foi lançada a sua biografia, "O fio das lembranças", com quase 800 páginas.

Temos 16 imagens que não explicam o mundo, mas que ajudam a compreendê-lo

O júri do World Press Photo queria dar o prémio maior da edição deste ano (e talvez das edição todas) a uma fotografia com "potencial para se tornar icónica". A primeira imagem desta fotogaleria, por ser "esteticamente poderosa" e "revelar humanidade", é o que o júri procurava. A fotografia de um casal homossexual russo, a grande vencedora, é a primeira de 16 imagens de uma seleção onde há Messi desolado, migrantes em condições indignas no Mediterrâneo, a aflição do ébola, mistérios afins e etc - são os contrastes do mundo.

Elvis. Gostamos ou não gostamos?

Ele não é consensual, mas é incontornável. Dispunha de penteado majestoso e patilha marota, aparentava olhar matador e pose atrevida. E deixou canções: umas fáceis e outras nem tanto, por vezes previsíveis e às vezes inesperadas, ora gentis ora aceleradas. E ele, Elvis, nasceu em janeiro de 1934 - há precisamente 40 anos, ao oitavo dia. Temos quatro textos sobre o artista: Nicolau Santos, Rui Gustavo, Nicolau Pais e João Cândido da Silva explicam o que apreciam, o que toleram e o que não suportam.

A última viagem do navio indesejado

Construído nos Estaleiros de Viana e pensado para fazer a ligação entre ilhas nos Açores, o Atlântida foi recusado pelo Governo Regional por alegadamente não atingir a velocidade pretendida. Contando com os custos associados à dissolução do contrato, o prejuízo ascendeu a 70 milhões de euros. Foi agora comprado a "preço de saldo", para mudar de nome e ser reconvertido num cruzeiro na Amazónia. Fizemos a última viagem do Atlântida e vamos mostrar-lhe os segredos do navio.

Desfile de vedetas

Saiba tudo sobre os modelos concorrentes ao Carro do Ano 2015/Troféu Essilor Volante de Cristal. Conheça o essencial sobre os 20 automóveis participantes nesta iniciativa, da estética, às características técnicas, do preço ao consumo. A apresentação ficará completa no dia 3 de janeiro.

Tudo o que precisa de saber sobre o ébola. Em dois minutos

Porque é que este está a ser o pior surto da história? Como é que os primeiros sintomas se confundem com os de outras doenças? É possível viajar depois de ter contraído o vírus, sem transmitir a doença? E estamos ou não perto de ter uma vacina? O Expresso procurou as respostas a estas e outras dúvidas sobre o ébola.


Comentários 80 Comentar
ordenar por:
mais votados
O silêncio Sua Excelência o PR
Gostaria de ouvir um comentário de Sua Excelência o PR, quando metade dos seus ex-ministros estiver a ver o Sol aos quadradinhos e arguidos em múltiplos processos, sobre o primado da legalidade, a boa moeda a expulsar a má moeda, a ética e os sacrifícios que os Portugueses têm que continuar a fazer...

Só uma palavrinha por favor!
Re: O silêncio Sua Excelência o PR
Ver o sol aos quadrados ?????? HA HA HA HA HA HA
Dias Loureiro
Dr. Dias Loureiro: Isto vai de mal a pior !
Aproveito o ensejo para solicitar ao Sr. PGR,, pessoa , que apesar de ter cometido algumas gaffes, merece a confiança da maioria dos portugueses, que leve este caso, e todos os outros casos, como o do Freeport, Operação Furacão
e Casa Pia, até às últimas consequências!
MÃO PESADA PARA TODOS OS PREVARICADORES !
Re: Dias Loureiro
Re: Dias Loureiro
Re: Dias Loureiro
Re: Dias Loureiro
Re: Dias Loureiro
Re: Dias Loureiro
A BRUXA DE CASCAIS
Antes de porem um despropositado, leiam com atenção.
A Antonieta, a bruxa magrinha sul-americana que «trabalha com os mortos», não tem mãos a medir nestes tempos.
Posicionada em Cascais, é procurada por gente rica e com poder para ser protegida contra a desgraça, contra processos judiciais, contra o mau-olhado de rivais políticos e financeiros, etc., etc.
O mínimo que recebe são 200 euros, que inclui o pêndulo e uns pós para o banho.
Embuste? Que o digam todos aqueles que estão em lista de espera, pior do que os hospitais.
Grande Antonieta, vê se consegues ilibar o Doutor destes maus-olhados, o Freeport já o adiaste para depois das eleições.
Re: A BRUXA DE CASCAIS
Re: A BRUXA DE CASCAIS
Re: A BRUXA DE CASCAIS
Re: A BRUXA DE CASCAIS
Re: A BRUXA DE CASCAIS
Será que este foi o "preço"...
... da saída de Oliveira e Costa que regressou a casa onde tem melhores condições de vida?
Re: Teoria da conspiração nos Açores?
Re: Será que este foi o
Re: Será que este foi o
UM INDICADOR OU UM COROLÁRIO LóGICO?
Mete dó pensar-se nas poses dos ex-ministros quando eram governo e agora com todo um dominó a cair-lhes em cima revelando a verdade mais crua do que é o perfil dos políticos que se servem despudoradamente da inocência dos eleitores num dia qualquer lhes conferiram cheques em branco.
Nem vale a pena pensar-se no que fizeram e não se conhece, seguramente em sintonia com a ponta revelada pela ponta do icebergue que se vai revelando, a pouco e pouco.
Figuras como Sá Carneiro, Salgado Zenha, Sousa Franco, Amaro da Costa, Lucas Pires, Sá Machado, Nobre da Costa e Álvaro Cunhal poderiam parecer controversa consoante o ponto de observação político mas eram personagen que mereciam um elevado respeito pessoal, mesmo quando não mereciam a nossa concordância política. O que sentiriam se por um instante voltassem a viver entre nós e vissem o pãntano de ideias e propósitos para o futuro? Será que não somos culpados do abastardamento da política e dos políticos que temos? Estaremos condenados a continuar historicamente o mesmo povo que não se governa nem se deixa governar, como nos descrevia o invasor romano?
Ai que o homem esqueceu-se ...
Isto já ultrapassa os limites do razoável, até parece que o Ministério Público não tem mais ninguém para investigar e permite-se dedicar todo o tempinho que tem a instaurar processos ao Sr. Dias Loureiro. Não tarda temos mais uma cavala, ou no caso, uma cavalinha porque a primeira está por conta do Partido Socialista no processo Casa Pia, que Deus Nosso Senhor tem pendente para todo o Sempre. O ex-Conselheiro de Estado, à força, esqueceu-se destes negócios, o homem não tem memória para estas coisas todas é humanamente impossível alguém reparar em negócios com tal dimensão. Porra! Estamos a falar de míseras participações de 15% e nuns trocados de 8 milhões em comissões, como se fosse algo que se visse. Aliás o rapaz. sério, trabalhador e honesto de Aguiar da Beira, nem sabe que empresa é essa, não se recorda, para ele plêiade é uma constelação de estrelas e pensa que inclui a URSA MENOR, porque a URSA MAIOR, ou melhor os ursos maiores somos nós cidadãos deste pobre país que tais biltres alimenta. Depois do que se tem visto, se os políticos, alguns políticos, tivessem vergonha e esta matasse, passáva-mos a viver num paraíso terrestre. O rol de processos onde esta gente está envolvida, nunca mais acaba e imagine-se se fosse instaurados todos os que deveriam ser. Pense-se num país governado por gente séria, a diferença era abismal o POVO não sofreria todas estas privações. Questione-se porque motivo se instauram processos e não se arrestam bens aos criminosos, é esquisito não é?
Re: Ai que o homem esqueceu-se ...
Re: Ai que o homem esqueceu-se ...
A Presunção de inocência e a Amnésia
A crer nas últimas notícias, a saída do cárcere de Oliveira Costa ressuma de contrapartidas, alegadamente o envolvimento de terceiros nas matérias pelas quais se encontrava em prisão preventiva.

Propunha, na minha humilde diatribe, que as medidas de coacção a Oliveira Costa fossem ainda mais suavizadas, se isso contribuísse para avivar a memória dos que só após serem constituídos arguidos sabem o que andaram a esconder tão bem durante tanto tempo, e chamar a depor mais uns quantos tubarões que aparentemente ainda estão, por enquanto, de fora desta maçada...

Bendita crise que trouxe à tona o que jamais se saberia em tempos de vacas gordas...
Já que pagamos a crise ao menos ficamos a saber o que alguns intocáveis andaram a fazer, sem prejuízo claro da presunção de inocência.

Re: A Presunção de inocência e a Amnésia
Tudo Bons Rapazes
E depois ficam muito indignados e quase possessos quando os cidadãos Portugueses e com boas razões, começam a olhar para a generalidade da classe politica com suspeição e descrença.

Eu pergunto: o que é que aqueles que se dizem políticos exemplares e acima de qualquer suspeita e que andam sempre a apregoar e defender os princípios éticos da sua classe têm feito nos últimos tempos para purgar as ervas daninhas do sistema e repor/defender a sua “verdade”?

Manter essas pessoas nos seus cargos até à inevitabilidade da sua demissão, como sucedeu com o Sr. Dias Loureiro quando ele renunciou alegadamente à função de conselheiro de Estado, não iliba de responsabilidades nem a ele nem a quem o aguentou ali tanto tempo, para dar um exemplo.
Novo livro de Fernando Pessoa
Notícia de última hora:

Fernando Pessoa acaba de publicar:

"O Banqueiro Amnésico"

Apresentação a cargo de: "A Senhora do Colar".
Local: Boliquei-me (e vocês também!).
Re: Novo livro de Fernando Pessoa
Re: Novo livro de Fernando Pessoa
Re: Novo livro de Fernando Pessoa
Re: Novo livro de Fernando Pessoa
Re: Novo livro de Fernando Pessoa
Re: Novo livro de Fernando Pessoa
Re: Novo livro de Fernando Pessoa
Re: Novo livro de Fernando Pessoa
Re: Novo livro de Fernando Pessoa
Re: Novo livro de Fernando Pessoa
Re: Novo livro de Fernando Pessoa
Re: Novo livro de Fernando Pessoa
Re: Novo livro de Fernando Pessoa
Valores...
Dia-após-dia, e de tanto pensar no que fiz de mal na minha vida, para estar na situação em que me encontro (desempregado) chego a uma conclusão muito simples; tudo não passa de valores. Aqueles que os meus pais fizeram questão em transmitir-me. Hoje, e apesar de acreditar piamente, que foram transmitidos com a maior das convicções, estou certo que "erraram"! Os valores que eu deveria ter seguido são os valores paradoxais. O que ganhei eu em ser honesto, sincero, respeitador, transparente, e.t.c? Nada!

Se eu ao menos tivesse tido o engenho de ser aldrabão, mentiroso, vigarista, ladrão...bandido! Que bem estaria eu. Porque será que não tenho essa capacidade, num país em que a lei proteje quem assim se apresentra? Que pena Paulo Lopes, seres uma besta que defende os valores sinceros da humanidade.
Re: Valores...meu caro eu tambem por ser honesto e
Re: Valores...meu caro eu tambem por ser honesto e
Meu caro.Infelizmente tenho uma filha que
Re: Meu caro.Infelizmente tenho uma filha que
Re: Valores...meu caro eu tambem por ser honesto e
Re: Valores...
Re: Valores...
Dias Loureiro envolvido noutro processo
Quando era ainda criança lembro-me que a primeira historia que li foi a do :- Ali Babá e os 40 Ladrões. Era tão inocente que pensava que era tudo gente honesta. A historia não conta se os mesmos algum dia foram constituídos arguidos,julgados, condenados ou mesmo presos. Também não refere se viveram felizes para toda a vida com o produto dos roubos. Não me lembro de referir os nomes dos mesmos a não ser do seu chefe ou seja o Ali Babá. Sem saber porquê tenho agora imensa curiosidade e gostava de saber todos os nomes e tambem o nome verdadeiro do seu chefe o Ali babá porque este devia ser alcunha. Qualquer semelhança com a vida real é pura coincidência.
Re: Dias Loureiro envolvido noutro processo
E saiu este artista...
...em tantos artigos, em que era o exemplo do homem de origens humildes, que com muito trabalho e inteligência, subiu a pulso.

Até mostravam o contraste entre a humilde infância e as actuais e opulentas propriedades...

Este personagem, que por artes e falcatruas assim enriqueceu e ainda foi - imagine-se - conselheiro de Estado, devia ser condenado a multa que incluísse a doação das propriedades para benefício público.

Era o que o Sr. Dr. ex-Conselheiro de Estado devia fazer se tivesse um pingo de honra e vergonha.
Haja coragem do tribunal para isso!

Memórias
Estou desiludido com o PR, pois quando Cavaco e Silva abandonou a política, notou-se que se tinha apercebido dos tubarões que o rodeavam, do monstro que tinha criado.

Pois hoje chego á conclusão que como cidadão exemplar devia ter denunciado a pandilha e provávelmente não teríamos chegado a este ponto que nos envergonha a todos.
Re: Memórias
Só é pena que certos Media da Treta
não aconselharam em prime-time Dias Loureiro e outras figuras da mesma "família", que se constituíssem como arguidos ou assistentes...
Só espero é que esta "escandaleira".....
....não vá atrapalhar as diligências do BdP, e que exista Justiça que prove aos portugueses que a impunidade não tem preço, credo, partido ou raça. E gostaria de perguntar ao PRCavaco se já reviu os critérios para a nomeação dos Conselheiros de Estado e se continua a manter a "confiança política" no "Grande Empresário, Administrador, Gestor, etc". A incomodante surdina do PS a safar o VC sem beliscar o PSD também diz muita coisa.....não virem o "capacete" nas próximas eleições e nunca mais nos vamos ver livres de certa escumalha. Neste momento não está em questão querer gente séria, o que está em questão é PRECISAR de gente séria, seja de que quadrante for....tudo menos do quadrante dos princípios da "confiança política".
Comentários 80 Comentar

Últimas

Receba a nova Newsletter
Ver Exemplo

Pub