dica

Dez dicas da Apple para fazer crescer empresas

Um novo livro sobre o funcionamento interno da empresa co-fundada por Steve Jobs está repleto de dicas para empresas que queiram otimizar a sua gestão.

Carlos Afonso Monteiro (www.expresso.pt)
Dez dicas da Apple para fazer crescer empresas Reuters/Denis Balibouse

Adam Lashinsky da revista "Fortune" escreveu o livro "Inside Apple: How America's Most Admired - And Secretive Company Really Works" na esperança de explicar melhor o funcionamento daquela que já é uma das maiores e mais lucrativas empresas de todo o mundo.


São quase intermináveis as lições que uma empresa com tenções de crescer pode tirar da Apple, compilámos aqui as 10 mais importantes.





1 - Concentre os maiores cérebros no projeto mais importante: um bom exemplo disto foi a criação do iPhone e do Mac OS, as quais foram simultâneas mas durante o processo o iPhone teve total prioridade. Por esta razão, alguns dos melhores talentos da divisão Mac OS foram sequestrados, o que atrasou o seu lançamento.

2 - O segredo é a alma do negócio: e a Apple leva isto tão a sério que o secretismo aplica-se mesmo entre colegas em projetos diferentes. Se por um lado isto impede que informações privilegiadas escapem à empresa, ajuda também a consolidar o trabalho das equipas que não estiverem envolvidas em projetos.

3 - É você que manda na sua mensagem: a Apple não só possui a marca mais valiosa do mundo como é rainha na forma como vende a sua mensagem aos consumidores e meios de comunicação.

4 - Comece com a casca do produto: se está a desenvolver um produto físico a sua principal preocupação deve ser o design. A Apple é famosa por esta aproximação: os designers é que muitas vezes decidem o que o produto vai possuir no seu interior, e os engenheiros apenas têm de se certificar que está tudo conforme o desenho e especificações.

5 - Equipas querem-se pequenas: mesmo para grandes produtos Steve Jobs nunca foi fã de equipas com mais de 100 elementos. Por um lado esta equipa torna-se coesa o que aumenta a sua produtividade, e por outro é possível recriar dentro de uma grande empresa o ambiente de uma startup.

6 - Saiba sempre quem é responsável: na Apple todos os produtos, serviços ou funções têm uma pessoa que é diretamente responsável por elas, pelo que se algo falha nunca será difícil perceber de quem é a culpa (ou os louros).

7 - Não disperse a sua atividade de negócio: o que não significa que não tome riscos ou seja complacente, mas evite arriscar em muitos projetos dispersos pois corre o perigo da maior parte deles virem a ser flops. Ao invés, a sua empresa deveria focar-se nas áreas em que sabe que pode brilhar.

8 - Mantenha os executivos com rédea curta: a Apple normalmente não deixa os altos executivos pertencerem à administração de outras empresas. Por outro lado isto pode levar a uma certa "insularidade", o que poderá prejudicar o desempenho dos mesmos em termos de criatividade e empenho.

9 - Acima de tudo, concentre-se no cliente: afinal de contas é dele que depende para que o seu negócio possa permanecer vivo ou até crescer. A paixão desenfreada de muitos utilizadores da Apple é justificada da seguinte maneira: a Apple deu-lhes algo que nem eles sabiam que queriam. Mais do que produtos, crie experiências.

10 - Seja como Steve Jobs:

.Não tenha problemas em ficar obcecado com detalhes, afinal de contas esta foi uma das características que tornou Jobs um dos empresários mais bem-sucedidos dos nossos tempos. Do anúncio de 1984 dirigido por Riddley Scott à criação do slogan "Think Different", é bem sabido que Jobs não queria apenas estar envolvido, chegava a ser picuinhas, mas a verdade é que resultou.

.Não se deixe limitar pelos estudos de mercado - o computador estilo tablet já estava inventado há muito mas não havia segmento de mercado para ele. Isto não parou a Apple, que com apenas um produto - o iPad - criou sozinho este segmento, onde ainda não tem rivais à altura.

.Contrate o melhor talento possível - Jobs terá dito: "Tipos de 1ª contratam tipos de 1ª, tipos de 2ª contratam tipos de 3ª. Aqui só queremos tipos de 1ª".

1 Comentários
Página 1 de 1

ordenar por:
▼ mais votados
E pena ser so o top 10...
... pois em 11o devia vir "roube o cliente sempre que possivel, com iPhones que nao fazem chamadas e tambem com badalhocadas negociais que forcem a restricao de competicao, bem como 'price fixing' com vendedores de conteudos".

Este e ja o 420o "anuncio" que o Expresso faz a Apple.

Deviam ter vergonha, nao estao a fazer servico nennhum a ninguem. Estao somente a encher espaco na vossa pagina web (with utter shit, I can add).

TC