Siga-nos

Perfil

Expresso

Tribuna

Tiger Woods regressou ao seu melhor nível

Tiger Woods esteve ao seu melhor nível apesar da pressão pelo seu regresso após 5 meses de paragem

Brian Snyder/Reuters

De regresso ao golfe após cinco meses de ausência, Tiger Woods obteve a sua melhor primeira volta de sempre no mítico torneio Masters de Augusta. Jogou a um nível muito elevado e está na corrida à vitória. 

O norte-americano Tiger Woods regressou quinta feira em grande ao golfe, após cinco meses de ausência, ao rubricar a sua melhor primeira volta de sempre no campo Augusta National, palco do Masters, primeira prova do Grand Slam

O líder do ranking mundial fez 68 pancadas (quatro abaixo do PAR do campo), ao rubricar dois eagles (duas abaixo), três birdies (uma abaixo) e outros tantos bogeys (uma acima), terminando no 7.º posto, a uma pancada dos 2ºs e a duas do surpreendente líder, o veterano Fred Couples (50 anos).

Reacção de Tiger Woods depois de falhar um «eagle»

Reacção de Tiger Woods depois de falhar um «eagle»

Brian Snyder/Reuters

Na prática, foi como se o escândalo sexual não tivesse acontecido e Tiger Woods nunca tivesse abandonado os greens: jogou a um nível muito elevado e está na corrida à vitória. 

Calmo no regresso

"Senti-me muito calmo durante todo o dia. Senti que isto é o que posso fazer, isto é o que sei que consigo fazer. Entrar no green e jogar. Espero sempre jogar e conseguir algo abaixo do PAR", afirmou Tiger Woods.    

O norte-americano conseguiu o primeiro birdie logo no terceiro buraco, um PAR 4, voltou ao PAR do campo com um bogey no sétimo, mas, na resposta, fez um eagle e um birdie, fechando a primeira metade do campo com -3. 

A segunda volta começou mal, com um bogey, que repetiu no buraco 14, mas imediatamente depois de um birdie e antes do segundo eagle do dia, algo que nunca tinha conseguido numa única ronda do Masters de Augusta. 

No buraco 16, Tiger Woods poderia ter conseguido novo birdie, que lhe daria então a liderança em igualdade, mas falhou o putt, como outros ao longo do dia: "De outra forma, teria sido uma primeira volta muito especial", lamentou. 

Veterano Couples na liderança

Apesar de não ter ficado totalmente satisfeito, Tiger Woods tem apenas seis jogadores sua à frente, cinco deles com menos uma pancada, os compatriotas Tom Watson (61 anos), que não fez qualquer bogey, e Phil Mickelson, o inglês Lee Westwood e os sul-coreanos Yang Yong-eun e K.J. Choi. 

Na liderança, segue Fred Couples, que logrou 66 pancadas, seis abaixo do PAR, a sua melhor volta de sempre no Masters: "Nunca pensei muito no que estava a fazer. Foi um dia divertido para mim... penso que ainda consigo jogar". 

Woods, estrela de publicidade da Nike

Entretanto, a Nike (um dos grandes patrocinadores que se manteve ao lado de Tiger Woods depois dos problemas pessoais do golfista terem caído no domínio público) acaba de lançar um anúncio com o jogador, no qual aborda precisamente os mais recentes acontecimentos da vida íntima de Tiger. Neste comercial, o norte-americano limita-se a olhar, imóvel, para a câmara, durante pouco mais de 30 segundos, enquanto em fundo se ouve uma declaração (premonitória?) atribuída ao pai do golfista, que faleceu em 2006.

Num tom pausado, o pai de Tiger Woods afirma: "Tiger, sou mais favorável a fazer perguntas, a promover o debate. Quero descobrir o que pensavas, quero saber o que sentias. Aprendeste alguma coisa?". Agora, só falta mesmo saber em que contexto estas declarações foram produzidas, parecendo certo que encaixam como uma luva com os últimos meses de vida do melhor jogador de golfe de todos os tempos.

*** Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico ***