Siga-nos

Perfil

Expresso

Desporto

Telma Monteiro bate campeã mundial... em nove segundos

Telma Monteiro conseguiu a primeira medalha de ouro da sua carreira no Grand Slam de Paris... em nove segundos.

Nove segundos bastaram para Telma Monteiro conseguir a primeira medalha de ouro da sua carreira no Grand Slam de Paris, em -57 kg, ao vencer por ippon a campeã mundial, a judoca japonesa Aiko Sato.

O combate estava no seu início e, no primeiro ataque realizado pela portuguesa, Telma Monteiro deixou Sato pregada com as "costas no tatami" do Pavilhão Paris-Bercy, tendo a judoca japonesa ficado surpreendida e a portuguesa iniciado de imediato os festejos, de braços no ar.

Foi grande a festa da judoca do Benfica, que, apesar das muitas medalhas em várias competições, nunca alcançara o lugar mais alto do pódio naquele que é um dos torneios mais prestigiados do circuito mundial de judo.

"Simplesmente fantástico"

Telma Monteiro disse que a conquista da medalha de ouro "foi simplesmente fantástico". 

 

"Foi muito bom, este era um sonho que eu tinha há muito tempo. Todos os atletas do judo sabem que é a competição mais importante do circuito mundial. E ganhar assim, na final, à campeã do Mundo e em nove segundos, em Bercy, é simplesmente fantástico", disse à Agência Lusa. 

 

Esta foi a quarta vez que Telma Monteiro subiu ao pódio em Paris e é um feito inédito de uma judoca portuguesa. Por isso, a festa foi grande e deixou visivelmente surpreendida a adversária: "Entrei decidida, meti na cabeça que queria fazer aquilo, mas quando fiz fiquei descontrolada", explicou. 

 

Agora, diz, "o objetivo principal", os Jogos Olímpicos, mantém-se. Entretanto, a atleta vai "desfrutar deste momento" para depois "pôr para trás, limpar a cabeça, porque ainda há muita coisa para fazer".  

"Era um sonho nosso" 

Também o selecionador nacional, Rui Rosa, leva daqui um sonho cumprido: "Era um sonho nosso. Ganhar o torneio de Paris neste ano significa muito para nós, porque é um bom sinal do nosso trabalho, dos nossos objetivos, da nossa motivação, e de que estaremos [nos Jogos Olímpicos] para lutar", afirmou. 

 

Quanto à participação de Telma Monteiro em Londres, o treinador disse estar "tranquilo", sublinhando que a importância destes torneios tem também que ver com o facto de serem uma "preparação específica" para a grande competição.

 

Em Paris, Telma teve um trajeto imaculado até ao final, ao vencer os três primeiros combates por ippon (pontuação máxima), com a espanhola Isabel Fernandez, a mongol Battugs Tumer-Od e a francesa Sarah Loko. 

 

Na meia-final, a judoca do Benfica teve que levar o combate frente à norte-americana Marti Malloy até final dos cinco minutos, onde chegou à

vitória com um yuko, confirmando o seu favoritismo.