Siga-nos

Perfil

Expresso

Tribuna

Rali de Portugal quer recuperar título de "melhor do mundo" (vídeo)

Rali de Portugal arranca a 27 de Maio, novamente em terras alentejanas e algarvias, com o objetivo de "voltar a ser o melhor rali mundial", título que já conquistou por cinco vezes. (Veja o vídeo)

O Rali de Portugal, prova pontuável para o campeonato do Mundo (WRC), arranca a 27 de Maio, novamente em terras alentejanas e algarvias, com o objetivo de "voltar a ser o melhor rali mundial", revelou hoje a organização. 

"Para mim, Portugal foi no ano passado o melhor rali do Mundo. Hoje em dia, para mim, já é o melhor rali do Mundo, mas vamos tentar provar e mostrar isso", afirmou o responsável pela organização da prova, Carlos Barbosa.

Desde a sua criação em 1973, o Rali de Portugal foi considerado por cinco vezes o melhor do Mundo. 

Prova custará €4 milhões

O também presidente do Automóvel Clube de Portugal (ACP), que falava após a apresentação da edição de 2010 do Rali de Portugal, revelou que a prova vai custar "cerca de quatro milhões de euros". 

"Nós temos conseguido, em parte, alguma redução de custos, nomeadamente em algumas coisas supérfluas que temos vindo a eliminar, mas muitas delas somos obrigados a fazer. Este ano é mais caro, mas mais atrativo. Pretendemos que os pilotos estejam mais perto do público e dos seus adeptos e isso custa", disse. 

O Estádio do Algarve voltará a ser a "base" da competição e servirá mais uma vez de cenário de arranque, com uma super especial noturna no dia 27 de maio, naquela que é umas das principais novidades do rali deste ano.

"Isso vai permitir que as pessoas depois do emprego possam ir assistir e esperamos encher ou até esgotar o estádio", referiu Carlos Barbosa. 

Piloto Armindo Araújo quer dar espectáculo

Apesar de o Rali de Portugal, este ano, não contar para o campeonato de Produção, Armindo Araújo espera realizar uma boa prova e prometeu que vai "dar espectáculo" para os adeptos portugueses. 

"Vimos cá para mostrar a nossa equipa ao público português e fazer um rali sem tática, para andar a fundo até fim e testar algumas coisas a nível do motor e da suspensão", disse o piloto luso. 

Para este ano, a organização decidiu inverter a classificativa de Santa Clara, mudou o final da especias de Ourique e Vascão e criou novos percursos em Almodôvar e Felizes. 

No total, o Rali de Portugal conta com três etapas e um percurso total de 1227,07 quilómetros, integrando 18 classificativas e duas super classificativas, com um total de 355,32 quilómetros. 

A prova lusa é pontuável para cinco campeonatos: WRC, SWRC, JWRC, campeonato nacional de ralis e Ford Fiesta Sporting Internacional Trophy.     

*** Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico ***

Clique para ler a Nota da Direcção do Expresso sobre o novo Acordo Ortográfico.