Siga-nos

Perfil

Expresso

Tribuna

Messi 4-1 Arsenal

Um "póquer" de Lionel Messi deu a 11.ª meia final da Liga dos Campeões ao FC Barcelona, numa goleada por 4-1 ao Arsenal, após empate 2-2, em Londres. 

Um "póquer" do argentino Lionel Messi deu hoje a 11. meia final da maior competição europeia de clubes e terceira seguida ao FC Barcelona, numa goleada por 4-1 ao Arsenal, após empate 2-2, em Londres. 

Os quatro tentos da "Pulga", respetivamente aos 21, 37, 42 e 88 minutos, tornaram irrelevante o golo inaugural de Bendtner, aos 18, e elevaram o melhor jogador do Mundo ao estatuto de melhor marcador da Liga dos Campeões, com oito golos, ultrapassando o português Cristiano Ronaldo (sete), além de se tornar o "culé" com mais tentos na prova (25), mais dois do que o brasileiro Rivaldo. 

Os catalães, detentores do troféu e que já conquistaram a Taça dos Campeões Europeus em 1992 e 2006, esta última precisamente diante do Arsenal, vão defrontar, a 20 ou 21 e a 27 ou 28 de abril, o Inter de Milão, orientado por José Mourinho e que hoje eliminou os russos do CSKA, com um segundo triunfo por 1-0, agora em Moscovo. 

No Nou Camp, o avançado dinamarquês do Arsenal inaugurou o marcador com uma recarga, depois de uma recuperação de bola de Diaby, no meio campo, e uma incursão de Walcott pelo flanco direito. 

Contudo, três minutos depois, começou o "Eu-Show-Messi". 

Primeiro, após uma "tabela" com o defesa francês Silvestre, o avançado "albiceleste" desferiu um potente remate que empatou a partida. Depois, aos 37 minutos, Abidal foi desmarcado na esquerda, cruzou e Pedro assistiu o argentino, que deu vantagem aos "blaugrana" com um remate em jeito. 

Ainda antes do intervalo, Keita desmarcou Messi de cabeça, desde o centro do terreno, e o internacional das "Pampas" limitou-se a desenhar um "chapéu" perfeito quando chegou "à cara" do guardião espanhol dos Gunners, Almunia.

Já nos últimos minutos da segunda parte, novamente Messi. Nos derradeiros 30 metros, o novo "astro" desenvencilhou-se de vários adversários, permitiu uma primeira defesa a Almunia e recarregou com sucesso, por entre as pernas do guarda-redes. 

Jogo disputado no Nou Camp, em Barcelona.  FC Barcelona - Arsenal, 4-1.  Ao intervalo: 3-1.  Marcadores:  0-1, Bendtner, 18 minutos.  1-1, Messi, 21.  2-1, Messi, 37. 3-1, Messi, 42.  4-1, Messi, 88.  Equipas:  - FC Barcelona: Valdés, Dani Alves, Marquez, Milito, Abidal (Maxwell, 53), Xavi, Busquets, Keita, Pedro (Iniesta, 86), Messi e Bojan (Touré, 56). (Suplentes: Pinto, Fontás, Jeffren, Maxwell, Touré, Iniesta e Henry). - Arsenal: Almunia, Sagná, Vermaelen, Silvestre (Eboué, 64) Clichy, Rosicky (Eduardo, 73), Diaby, Denilson, Walcott, Nasri e Bendtner. (suplentes: Fabianski, Campbell, Eboué, Traoré, Eduardo, Mérida e Eastmond). Árbitro: Wolfgang Stark (Alemanha).  Acção disciplinar: cartão amarelo para Denilson (31), Rosicky (44), Eboué (67).  Assistência: 93 330 espetadores. 

 *** Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico ***

Clique para ler a Nota da Direcção do Expresso sobre o novo Acordo Ortográfico.