Expresso

Siga-nos

Perfil

Perfil

Desporto

Federação italiana de futebol castiga 21 clubes e 52 jogadores

  • 333

Pescara irá começar o campeonato italiano da próxima época com pontos negativos, após o castigo da federação, que também puniu jogadores e agentes, na sequência do escândalo das apostas clandestinas.

O recém-promovido Pescara vai começar a Série A italiana da próxima época com dois pontos negativos, na sequência da pena imposta hoje pela Comissão Disciplinar federativa, que sancionou 21 clubes e 52 jogadores envolvidos no escândalo de apostas clandestinas.

A primeira instância da justiça desportiva italiana puniu os clubes e 61 agentes desportivos, entre os quais 52 futebolistas, envolvidos com penas que ascendem a 15 pontos de penalização e cinco anos suspensão.

Os futebolistas Luigi Sartor (que jogou no Inter de Milão, Parma e AS Roma), Mario Cassano, Alessandro Zamperini e Nicola Santoni sofreram as sanções mais duras aplicadas até ao momento no âmbito do processo "Calcioscommesse", com cinco anos de suspensão.

O Novara, recém-despromovido à Série B, vai começar a época com menos quatro pontos, mas o clube mais penalizado foi o Albinoleffe, que vai iniciar a participação no terceiro escalão do futebol italiano com 15 pontos negativos.